Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Sabedoria Ribeirinha no Alto Amazonas

Bruce Parry explora a reserva natural de Mamiraua e descobre uma

Amazônia com Bruce Parry

No AR em 15/09/2011 - 02:30

Amazônia com Bruce Parry - Alto Amazonas em época de chuva

O quarto episódio de Amazônia com Bruce Parry de quarta-feira (14/09), às 23h30, mostra uma experiência pioneira de economia sustentável em uma comunidade ribeirinha.

A jornada de Bruce continua pelo rio Amazonas, em barcos de grande porte, onde redes esticadas entre pilastras acolhem os passageiros para longas viagens. O transporte público fluvial é responsável por um fluxo constante de mercadorias e viajantes entre a Bolívia, Peru e o Oceano Atlântico. Devassas da Polícia Federal não são raras nessas embarcações e Bruce Parry tem, no meio da travessia, a oportunidade de acompanhar a apreensão de um carregamento importante de cocaína.

Amazônia com Bruce Parry - Crianças de Mamiraua

A expedição chega à metade do caminho quando o explorador atinge a vasta reserva natural de Mamiraua, no Alto Amazonas, lar das espécies mais emblemáticas da Amazônia.

Mais de 11.000 pessoas moram na reserva natural, espalhadas em centenas de comunidades pesqueiras à beira do rio. É este povo ribeirinho, descendente dos primeiros índios, que Bruce quer encontrar.

A equipe de documentaristas aporta em Jaruá, a maior comunidade de pescadores da reserva. A pesca e a caça predatórias eram um perigo para o equilíbrio ambiental da região, até a implementação de um projeto inovador de sustentablidade. Através dele, os ribeirinhos mudaram seu manejo dos recursos naturais.

A experiência bem sucedida de Jaruá tem como alicerce uma troca constante de informações entre conservacionistas e habitantes de Mamiraua. Os ribeirinhos utilizam seu conhecimento único do rio e da floresta para coletar informações e enriquecer pesquisas científicas. Por sua vez, os ambientalistas ensinam a comunidade a pescar e a caçar de forma sustentável.

Amazônia com Bruce Parry - Bruce pescando

Para dar rosto e voz à sabedoria ribeirinha - que alimenta esta troca com ambientalistas - Bruce se hospeda na casa de Tapioca, um dos pescadores mais experientes da região. É época de chuvas torrenciais na Amazônia e vastidões de terra estão submersas. De canoa e arpão, Bruce e seu mais novo professor adentram a floresta alagada. Em Mamiraua, corre a lenda que Tapioca consegue chamar jacaré e ouvir, à superfície do rio, o sopro roco do Pirarucu, o maior peixe de água doce do mundo.




Criado em 14/09/2011 - 20:08 e atualizado em 14/09/2011 - 20:08

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí