Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Ator e diretor teatral Alexandre Ribondi celebra 40 anos de estrada

Artista também conta detalhes de seu novo espetáculo, W.C.

Antenize

No AR em 24/08/2019 - 21:30

Este episódio do Antenize traz o diretor de teatro, ator e jornalista Alexandre Ribondi. Com mais de 40 anos nas artes cênicas, ele fala com Karina Cardoso sobre seu passado artístico e também sobre o lançamento de sua nova peça “W.C.”, uma conversa entre um homem público e um faxineiro que se encontram em um banheiro.

Ribondi nasceu no Espírito Santo, no ano de 1952, e vive em Brasília desde 1968. Estudou jornalismo na Universidade de Brasília e, em 1974, mudou-se para França, onde estudou História da Arte na Université de Provence. Passou os anos 1990 em Portugal, onde foi editor de polícia de um jornal em Porto. De volta a Brasília, adentrou na área teatral, se unindo a pessoas que topavam encenar peças em espaços públicos, em espetáculos mambembes, improvisados. Mas aqui foi, para ele, o embrião de algo muito maior, com um jeito próprio de fazer teatro. Tem cerca de trinta peças escritas e na maioria delas já subiu ao palco no Brasil, em Portugal e na Suécia.

Ribondi também é escritor e tem vários livros publicados. Muitas vezes, casos de amor e sexo migram da realidade para ficção, com muita naturalidade, em seus escritos. É o que se dá, por exemplo, no romance “Da Vida dos Pássaros”, ambientado em Lima, no Peru, onde ele viveu por uns tempos, ainda na década de 1970. Ou em várias das dezenas de peças teatrais que já escreveu e que são encenadas no mundo todo, por ele mesmo ou por diretores locais que gostam da sua dramaturgia. Como ele mesmo costuma dizer, suas peças de teatro se ambientam em diversos temas, mas, como escritor, prefere adotar uma espécie de militância ficcional às causas LGBTI.

Ator e diretor de teatro, Alexandre Ribondi bate um papo com Karina Cardoso sobre seu novo trabalho, W.C.
Ator e diretor de teatro, Alexandre Ribondi bate um papo com Karina Cardoso sobre seu novo trabalho, W.C. - Divulgação/TV Brasil

Confira nos quadros desta edição: 

Garimpando: Guilherme Strozi destaca o maior aplicativo gratuito do mundo para aprender novos idiomas: o Duolingo, que oferece versão totalmente em português. São mais de 30 milhões de usuários somente no Brasil interessados nas aulas de inglês, alemão, italiano, francês, espanhol e esperanto oferecidas pelo app. A aprendizagem se dá de maneira individual e o aluno vai recebendo notas imediatas para saber seu desempenho e tendo as correções necessárias naquelas partes que enfrenta dificuldade. O quadro também mostra uma iniciativa criada em 2015 que vem se destacando em capacitar mulheres negras e indígenas em áreas de tecnologia e computação: é o projeto “MinasProgramam”. São cursos e oficinas que surgiram da constatação de que o machismo e o racismo afetam a forma com a qual meninas e mulheres interagem com a tecnologia no Brasil, e, consequentemente, com o tipo de softwares e programas que são produzidos atualmente. A ideia é que o “MinasProgramam” sirva para que as mulheres tenham um espaço para aprender e compartilhar conhecimento.

Olá Brasil: Duas atrações diferentes no quadro que mostra os talentos de várias partes do país. O primeiro é o biógrafo carioca Pedro de Luna, que acaba de lançar a biografia da banda Planet Hemp. E vamos conhecer também o “HONK - Festival de Fanfarras Ativistas”, um evento que reúne diversas funfarras de vários estados do país, na capital federal, pelo segundo ano consecutivo.

Respiro Cultural: Conheça o trabalho de Edgar ou “O Novíssimo Edgar”, um artista intrigante da cena de hip-hop brasileiro atual. Rapper de São Paulo, nascido em Guarulhos, faz um rap futurista e chamou a atenção da crítica em 2018 com o lançamento do seu novo álbum, "Ultrassom". 

Streamando: Videoclipe “Bixinho”, da cantora pernambucana Duda Beat.

Criado em 19/08/2019 - 17:10

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí