Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

"Eu nunca pensei em ser referência", revela Antônio Pitanga

Ator coleciona incrível trajetória e revela suas inspirações ao 'Atos'

Prestes a completar 80 anos de vida e 60 anos de carreira, Antônio Pitanga é um dos principais nomes do cinema, teatro e televisão no país. Foi um dos únicos atores negros durante o período do Cinema Novo e fez história ao dirigir o longa "Na boca do mundo" (1979), considerado um marco no cinema negro brasileiro. No currículo, mais de cem filmes, novelas, séries e especiais. Inspiração para gerações, o ator conversou durante a gravação do 'Atos' sobre sua trajetória artística, sempre permeada de consciência política.

"Eu nunca pensei em ser referência, mas a idade vai nos dando conhecimento e maturidade para olhar no retrovisor e constatar que fiz uma bela caminhada", avalia o ator, que atribui seu crescimento ao instrumento socializador da cultura em suas mais diversas vertentes.

Pitanga também revela quem são suas referências artísticas desde que iniciou a carreira. Ele cita Ruth de Souza, Abdias do Nascimento, Grande Otelo, Fernanda Montenegro, Nathalia Timberg, Sérgio Britto, Othon Bastos, entre outros. "Eu bebo muito na fonte dos meus colegas, eu aprendo muito vendo espetáculos dos meus colegas. Gosto muito de ir ao teatro e ao cinema", acrescenta.

E em se tratando de cultura, tema que o move com paixão, Pitanga tece críticas à condução das políticas culturais no país, a qual considera perversa: "A gente continua sendo o Dom Quixote, procurando o moinho. A cultura continua assim", dispara.

Antônio Pitanga é o convidado da pré-estreia de 'Atos', que vai ao ar na segunda-feira (19/11), às 22h45, na TV Brasil.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 14/11/2018 - 14:50 Por Davi de Castro/TV Brasil

Ultimas

O que vem por aí