Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Simone Diniz discute feminismos, corpo e saúde

Médica critica visão masculina como determinante do modelo de medicina

Café Filosófico

No AR em 20/08/2017 - 23:00

A saúde esteve na agenda de todas as gerações de feminismos, mas foi a partir das décadas de 1960 e 1970 que os movimentos feministas deram ênfase às questões do corpo e colocaram em pauta discussões sobre a contracepção, o aborto e a crítica à medicalização da fisiologia feminina. 

O modelo de medicina e de assistência à saúde do nosso país é baseado em um conhecimento decorrente de uma visão masculina. 

Hoje o feminismo avançou e com ele vieram novos estudos sobre a biologia da mulher, influenciando também na implementação de políticas públicas. A batalha continua e o que se quer mudar vai muito além da técnica, envolve valores e posturas culturais. É o que a médica Simone Diniz traz neste Café Filosófico da série "O que querem as mulheres?", com curadoria de Margareth Rago.

Médica Simone Diniz participa do Café Filosófico
Médica Simone Diniz participa do Café Filosófico - Reprodução/TV Cultura

Ultimas

O que vem por aí