Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Macunaíma e o Enigma do Herói às Avessas

Professor de literatura da USP analisa a obra de Mário de Andrade

Café Filosófico

No AR em 03/12/2017 - 23:00

O ensaísta, crítico e professor de literatura da USP José Miguel Wisnick aborda, neste Café Filosófico, a obra de Mário de Andrade, Macunaíma, de 1928. O livro descreve a saga de um herói brasileiro apresentado com traços positivos e também marcadamente negativos. Macunaíma é o resultado de intensas pesquisas de Mário de Andrade sobre a cultura popular pelo Brasil. O livro imita o modo de narração da composição popular, o herói às avessas é grande e é pequeno como o Brasil: imenso, mas muitas vezes menor do que poderia ser.

Segundo Wisnick, a palavra ‘caráter’, em Macunaíma, tem mais de um sentido: refere-se tanto ao mentiroso, desregrado e inconsequente, como à ausência de características sólidas. O livro era um plágio das lendas indígenas e o modo do Brasil ser: uma bricolagem. Em Mário de Andrade não há a ideia de identidade nacional, mas de sofrimento e gozo das populações em sua construção.

 

 

 

 

 

 

Criado em 27/04/2017 - 11:55 e atualizado em 27/04/2017 - 11:55

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí