Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Alcoolismo: do caos à recuperação

Edição aborda os efeitos do álcool no corpo e o perigo da dependência

Caminhos da Reportagem

No AR em 29/06/2017 - 22:00

O alcoolismo é uma doença que afeta pessoas de diferentes classes sociais, independente do sexo, da raça, da classe social e até mesmo da idade. Este Caminhos da Reportagem mostra os efeitos que o álcool causa no corpo e como a sensação de prazer pode levar à dependência. Os entrevistados falam sobre os efeitos devastadores da bebida alcoólica: os prejuízos à saúde, à família e à vida daqueles que se tornam dependentes. 

Segundo o Levantamento Nacional de Álcool e Drogas (Lenad), divulgado em 2012, pelo menos 50% da população brasileira acima de 18 anos consome bebida alcoólica. A média é de quase nove litros de álcool por pessoa a cada ano, valor bem acima da média mundial, que é de aproximadamente seis litros por pessoa. Outro dado do Lenad aponta que, aqui no Brasil, as pessoas começam a experimentar a bebida cedo: 5% dão o primeiro gole aos 11 anos e 37% começam a beber entre os 15 e os 17 anos. 

Marta Mendes (esq.) procurou tratamento no Caps AD, onde conta com assistência médica e psicológica
Marta Mendes (esq.) procurou tratamento no Caps AD, onde conta com assistência médica e psicológica - Reprodução/TV Brasil

O programa conta histórias de homens e mulheres que lutam contra o vício, as dificuldades e as vitórias que conquistam a cada dia. Entre eles está o Agleidison do Nascimento, de 37 anos. Com a dependência do álcool, ele perdeu o emprego, se afastou da família e chegou a morar na rua. “Quantas vezes eu deixei de fazer a alegria do meu filho, da minha esposa, deixei de ir ao cinema, ao parque, ao zoológico, porque eu tinha que fazer uma graça para o meu grupinho de amigos”, relembra. 

O psiquiatra Leonardo Moreira, especialista em dependência química, explica que o álcool se torna um protagonista na vida do alcoolista. “Às vezes o álcool se torna algo muito importante para a pessoa. É o núcleo de prazer que a pessoa conseguiu manter na vida e vai se desfazendo dos outros prazeres. Se antes tinha uma atividade física ou tinha prazer no trabalho, na igreja, vai deixando isso em prol do uso repetitivo do álcool”.

Segundo o Ministério da Saúde, o alcoolismo é o principal motivo para internação por transtornos causados pelo uso de substâncias psicoativas. Ele também é responsável pelo afastamento das pessoas do trabalho e, ainda, o principal fator que gera aposentadorias. 

O Caminhos da Reportagem mostra que é possível superar o alcoolismo. Especialistas explicam que os dependentes podem alcançar a reabilitação, desde que tenham tratamento adequado. Entre as alternativas estão os serviços gratuitos oferecidos pelos grupos de Alcoólicos Anônimos (AA) e pelos Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps AD). “A intenção é que essas pessoas voltem a ser sujeitos de direito, que voltem a trabalhar e exerçam em plenitude sua cidadania”, explica a psicóloga Fabiana Faria.

Paulo Leme e Paulo Leme Filho são autores do livro A doença do alcoolismo
Paulo Leme e Paulo Leme Filho são autores do livro A doença do alcoolismo - Reprodução/TV Brasil

O médico Paulo Leme e o advogado Paulo Leme Filho vivenciaram o problema do alcoolismo. Já recuperados, escreveram um livro sobre o assunto e criaram o movimento Vale a Pena, uma Organização Não Governamental que oferece informações sobre a doença, o tratamento e as formas de prevenção. Pai e filho acreditam que falar abertamente sobre o problema é uma forma de ajudar outras pessoas. “Nem no meu sonho mais doido, e olha que eu tive muitos, eu imaginaria que a minha vida seria tão boa como ela é hoje. É muita diferença. Dá uma chance pra você”, diz Paulo Leme Filho.


Ficha técnica

Reportagem: Katiúscia Neri
Produção: Gracielly Bittencourt
Apoio à produção: Aline Beckstein 
Imagens: André Rodrigo Pacheco, Sigmar Gonçalves e Rogerio Verçoza
Apoio às imagens: João Marcos Barboza
Auxílio Técnico: Edivan Viana, Dailton Matos e Caio do Carmo
Edição de texto: Suzana Guimarães
Edição de imagens e finalização: André Eustáquio e Henrique Corrêa
Arte: Pedro Ivo de Oliveira
 

Ultimas

O que vem por aí