Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Artistas de rua: a arte ao alcance de todos

Por amor ou trabalho, artistas fazem das ruas o próprio palco

Caminhos da Reportagem

No AR em 11/06/2019 - 22:30

A cada sinal vermelho, a cada pedestre na calçada, está a oportunidade de mostrar arte e levar um pouco de felicidade para o dia a dia das pessoas. Assim são os artistas de rua, o assunto deste Caminhos da Reportagem. 

Muitos artistas enxergam as ruas como oportunidade para começar, até se aperfeiçoar. É o caso da cantora inglesa Jesuton, que começou no Brasil, em uma esquina de Ipanema, no Rio de Janeiro, a carreira como cantora. Ela conta que no começo pessoas achavam que ela era moradora de rua por estar cantando na calçada. “Eu via que ainda não era uma coisa tão normal, tão tradicional e até não tão aceito aqui no Brasil”, comenta.

Cantora britânica Jesuton começou a cantar nas esquinas de Ipanema
Cantora britânica Jesuton começou nas esquinas de Ipanema - Divulgação/TV Brasil

Foi nas ruas também que o cantor contratenor Edson Cordeiro começou a carreira. Precisamente, na Rua Barão de Itapetininga, em São Paulo. Ali, ele descobriu que o seu canto agudo agradava as pessoas. Para Cordeiro, não importa o local, artista é artista em qualquer lugar. 

Edson Cordeiro cantou nas ruas da capital paulista antes de ganhar o mundo
Edson Cordeiro cantou nas ruas da capital paulista antes de ganhar o mundo, por Divulgação/TV Brasil

Nossa equipe foi conhecer também a Catavento Companhia Circense, uma escola de circo em Goiânia, onde artistas vão se aperfeiçoar. O coordenador do espaço, Felipe Nicknig, diz que esses artistas estão nas ruas não por falta de opção, mas para abordar as pessoas no contexto delas.

É o caso da uruguaia Rocío Caeiro, especialista em malabares e tecido acrobático. “Eu gosto da rua, porque você tem essa conexão com as pessoas, porque você consegue chegar em pessoas que às vezes não estão te procurando, que às vezes nem sabe que você existe”, afirma. 

A uruguaia Rocío Caeiro faz malabares nas ruas de Goiânia
A uruguaia Rocío Caeiro faz malabares em Goiânia - Divulgação/TV Brasil

Seja por dinheiro ou por experiência, por amor à arte ou mostrar seu trabalho, os artistas de rua já se expressavam desde a época da Grécia Antiga, passando pela Commedia dell'arte na Europa no fim da Idade Média e continuando até os dias de hoje. Uma arte que está mais perto das pessoas, surpreende e modifica o ambiente onde está sendo feita.

Assista também pelo EBC Play

Ficha Técnica
Reportagem: Flavia Peixoto
Produção: Naitê Almeida
Apoio à produção: Aline Beckstein (SP)
Imagens: Rogerio Verçoza 
Apoio às imagens: Sigmar Gonçalves (DF) e Alexandre Nascimento (SP)
Auxílio técnico: Dailton Matos
Apoio ao auxílio técnico: Raimundo Batista (DF), Alexandre Sousa (DF) e Maurício Marcelo Aurélio (SP)
Edição de texto: Carina Dourado
Edição de imagens e finalização: Jerson Portela e André Eustáquio
 

Criado em 06/06/2019 - 14:30

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Ultimas

O que vem por aí