Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

A vida por um fio

Quando a UTI pode e deve ser substituída pela casa do paciente

Caminhos da Reportagem

No AR em 04/05/2012 - 01:00

Diante de uma doença incurável ou um diagnóstico pessimista, médicos recomendam a troca das unidades de terapia intensiva pelo ambiente doméstico. O Caminhos da Reportagem desta semana mostra que os cuidados paliativos são uma especialidade médica indicada por profissionais da saúde que consideram a presença da família e o aconchego do lar essenciais para o tratamento de pacientes em "terminalidade de vida". Você vai conhecer personagens que viveram mais que as expectativas médicas depois que deixaram a UTI. Como o médico deve agir com o paciente que troca o hospital pela casa mas não pode dispensar o tratamento? As famílias reconhecem que no início ficam inseguras, mas depois se sentem compensadas em acompanhar com cuidados e atenção os últimos dias de uma pessoa querida. E como se tornar um médico que aprende a lidar com a morte? Os estudantes de medicina de uma faculdade de Minas Gerais têm a resposta. Neste programa você vai ver como a morte é tratada com naturalidade e delicadeza por uma enfermeira que sofre, se diverte e é uma grande parceira dos pacientes de um hospital público de São Paulo.




Reportagem: Luciano Cherubini; Imagens: Nilton de Martins; Apoio de imagens: Marcelo Aparecido; Produção: Alessandra Valenti, Ana Carolina Amaral, Fernanda Balsalobre, Luciano Cherubini, Marcelo Zanini e Mayara Lopes; Edição de Imagens e Finalização: Jorge Carvalho; Apoio de edição de imagens: Fernanda Caccese; Edição de texto e direção: Bianca Vasconcellos

Ultimas

O que vem por aí