Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

O Quarto dos Fundos

Programa aborda a relação entre patrões e empregadas domésticas

O roteiro já é conhecido pelas famílias brasileiras: Marias, Nices, Lourdes e Graças deixam os próprios filhos e passam a viver na casa da patroa, muitas vezes em outro estado. O Caminhos da Reportagem mostra como empregadas domésticas e seus filhos sobreviveram a longos anos de separação.

Lissa Sousa é filha de uma ex-empregada doméstica e sempre ouviu da mãe que deveria estudar para não ter de trabalhar dentro de uma cozinha.

A socióloga Heloisa Fernandes faz revelações sobre a trajetória de um dos principais intelectuais do país, o sociólogo Florestan Fernandes, filho de Maria, também uma empregada doméstica. Heloisa se emociona ao fazer uma descoberta durante a entrevista.

Heloisa Fernandes relembra como o “quarto dos fundos” marcou a vida do pai dela, o sociólogo Florestan Fernandes.Dos tempos da escravidão ao século 21, o quarto dos fundos, segundo arquitetos e historiadores, seria a continuação da senzala, instalada seja num apartamento minúsculo ou numa casa grande.

A nova legislação – que prevê o pagamento de hora extra, adicional noturno e folha de ponto, entre outros direitos trabalhistas – seria a carta da alforria das empregadas domésticas ou motivo para o desemprego?A empregada doméstica Maria de Lourdes passou boa parte da vida morando na casa dos patrões e não acompanhou o crescimento do filho.

O certo é que “O Quarto dos Fundos”, presente na arquitetura brasileira – e só brasileira, pode estar com os dias contados.

Reportagem: Aline Beckstein, Bianca Vasconcellos
Produção: Aline Beckstein, Eduardo Goulart de Andrade, Luana Ibelli e Thaís Rosa, Allan Correia (estagiário)
Imagens: Eduardo Viné, João Marcos Barboza, Milene Nunes
Auxílio técnico: Caio do Carmo, Edgar Monteiro, Maurício Aurélio
Edição de imagens: Jéssica Saccól, Maikon Matuyama, Rodger Kenzo
Roteiro e direção: Bianca Vasconcellos

 

 

 

Ultimas

O que vem por aí