Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Carreira de estilista de Natália começa a deslanchar

A segunda temporada da série é uma das atrações da nova grade da TV

No terceiro episódio da minissérie Natália, que vai ao ar neste domingo, às 18h30, na TV Brasil, a protagonista cria um modelo de bolsa que pode alavancar sua carreira de estilista. Dirigida por André Pellenz, a minissérie conta a história da modelo negra Natália, que volta ao Brasil depois de cinco anos de uma carreira de sucesso no exterior. Natália é exibida às quarta-feiras, às 21h15, com reprise do episódio aos domingos, às 18h30.   

A segunda temporada de Natália é uma das atrações da nova grade da TV Brasil, que estreou no dia 19 de fevereiro. Na primeira temporada, que foi ao ar em 2011, Natália era um jovem tímida e virgem, de 19 anos, filha de um pastor evangélico, que deixava o subúrbio do Rio para ser modelo. Nesta nova temporada, após fazer sucesso na carreira e morar em Nova Iorque, ela volta ao Brasil para lançar sua primeira coleção como estilista.

Com 13 capítulos, a segunda temporada começa com a chegada de Natália no Brasil  para lançar a primeira coleção de roupas de sua nova carreira de estilista. Nesta temporada, a protagonista é interpretada pela atriz Angela Peres.

Mas logo no primeiro dia, Natália é surpreendida com a denúncia contra seu pai Marcelino, vivido pelo ator e fundador do grupo "Nós do Morro" Gutti Fraga, acusado de envolvimento em um esquema de corrupção da ONG “Mais uma Chance”, que reabilita dependentes químicos. Marcelino é acusado de ser laranja de Anderson (Wagner Santisteban), dono da ONG, deputado estadual e também pastor evangélico.

A trama se desenrola quando Ingrid (Leona Cavalli), uma empresária ousada e mulher de Otávio (Claudio Lins), ex-namorado de Natália, propõe sociedade à protagonista. Além de enxergar uma chance real de lucro, Ingrid percebe que a presença de Natália no Brasil pode interferir em seu casamento, e por isso quer manter a rival por perto.

Junto de Ingrid, Glória (Maurício Branco) e Otávio, Natália abre uma confecção de roupas, mas terá que aprender a administrar a vida de estilista, ao mesmo tempo em que lida com o pai na prisão e com o amor que sente pelo seu ex. A modelo vive ainda um dilema ao descobrir que a firma contratada para confeccionar as roupas de sua marca usa mão de obra escrava.

No terceiro episódio, Natália está deprimida e confusa. Afinal, tem que lidar com o pai na prisão e ao mesmo tempo administrar a nova vida de estilista. Ingrid cobra que ela esteja mais ativa no escritório. Daiana (irmã de Natália) cobra que ela esteja mais presente em Marechal Hermes (onde fica casa da família de Natália).

Natália, por sua em vez, não se sente em casa em lugar nenhum e a carência a aproxima ainda mais de Otávio – os dois têm um revival pela primeira vez. Quando entende que não tem como separar os dois mundos em que está inserida, ela tem um insight. Inspirada pela visita de domingo ao pai, Natália cria uma bolsa que agrada à sócia e pode mudar os rumos da marca.

Natália é uma série discute temas bastante atuais, como o empoderamento feminino, ética na política, trabalho escravo na indústria da moda, afirmação racial e até mesmo a transsexualidade. A primeira temporada exibiu o primeiro beijo gay masculino da TV aberta brasileira e, agora, a mesma personagem envolvida no beijo quer mudar de sexo.

Também integram o elenco: Michelly Campos como Daiana, Karen Junqueira como Vivienny e Hugo Bonemer como Theo Villaça Jr., importante vértice de um triângulo amoroso com Natália e Otávio.

Natália é exibida às quarta-feiras, às 21h15, com reprise do episódio aos domingos, às 18h30.   

Serviço: 
Natália _ domingo, dia 11, às 18h30, na TV Brasil

Da Gerência de Comunicação Institucional
Empresa Brasil de Comunicação - EBC
Contato: (21) 2117-6818

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 08/03/2018 - 17:30 e atualizado em 08/03/2018 - 17:30

Ultimas

O que vem por aí