Entrevista com o cantor e compositor Lenine

Premiado, o músico já recebeu quatro Grammys

Lenine
O cantor e compositor Lenine é o entrevistado do Conexão Roberto D Avila deste domingo (13), às 20h. Na conversa, o pernambucano de Recife fala de sua vida familiar, do trabalho musical e dos novos projetos, como Chão, seu nono disco.

Filho de mãe católica fervorosa e de pai comunista militante, Lenine conviveu com um lar dividido entre missas e ideias marxistas. E não faltava a boa música. Ele cresceu ouvindo Tchaikowski, Glen Miller, Luiz Gonzaga e até a música experimental de Hermeto Pascoal. Certamente que isso contribuiu para fazer de Lenine um músico universal, que agrega manifestações musicais brasileiras com as de outras partes do mundo. Para os críticos, a sua música desconhece limites.

No começo dos anos 80, Lenine desembarcou no Rio de Janeiro trazendo na bagagem a música de raízes nordestinas. Naquela época, encontrou um panorama dominado pelo rock nacional. Nesse cenário, conseguiu se destacar e logo teve uma música gravada pela também nordestina Elba Ramalho.

Desde então, fez nove discos e várias de suas composições foram gravadas por intérpretes como Maria Bethanea, Milton Nascimento, Maria Rita, Fernanda Abreu, O Rappa e muitos outros.

Ao longo de 30 anos de carreira, o músico já recebeu os mais importantes prêmios de música, entre eles quatro Grammys. Além de compor, Lenine é produtor musical e autor de trilhas sonoras.

Programas