Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Fundação Museu do Homem Americano

Conhecendo Museus

No AR em 17/02/2015 - 19:30

Fachada do Museu do Homem AmericanoO Conhecendo Museus desta semana apresenta o Museu do Homem Americano. O espaço está instaldo na Fundação Museu do Homem Americano, localizada na cidade de São Raimundo Nonato, Estado do Piauí, que foi criada pelos pesquisadores de uma cooperação científica binacional (França–Brasil), cuja equipe formada por cientistas de diversos países trabalha nessa região desde 1973 debruçado no tema O Homem no Sudeste do Piauí: da Pré-História aos dias atuais. A interação Homem-Meio.

No Museu estão expostos os resultados de 39 anos de pesquisas realizadas na região do Parque Nacional. Junto a ele, estão as reservas técnicas que abrigam as coleções de materiais arqueológico, paleontológico, zoológico e botânico, bem como os laboratórios e os serviços administrativos da instituição. A história do Homem, desde há 100.000 anos, até o momento da chegada do colonizador branco é retratada na exposição.

Arte rupestre da Serra da CapivaraAcervo tem crânio de 10 mil anosAo conhecer o espaço, o visitante tem a oportunidade de visitar a exposição permanente que se inicia com uma visão da evolução dos hominídeos, uma apresentação das teorias de povoamento de América, seguida da vida do Homem na região durante o Pleistoceno e no Holoceno. Continuando o percurso, o visitante conhece a história da escavação do Boqueirão da Pedra Furada, sítio arqueológico mais antigo das Américas. No mezanino, estão expostas peças pré-históricas, urnas funerárias e esqueletos. Nas últimas salas, são apresentados os ossos, as imagens desenhadas e a descrição da megafauna que viveu na região. A exposição se encerra com a biodiversidade atual.

O patrimônio arqueológico do Parque Nacional Serra da Capivara, gerido pela fundação, é constituído por cerca de 700 sítios de pinturas rupestres pré-históricas, com até 12.000 anos, gravadas em paredões de rocha. As pinturas representam aspectos do dia a dia, ritos, cerimônias dos antigos habitantes da região e figuras de animais, alguns já extintos. Declarado Patrimônio Mundial pela Unesco, o parque foi criado, em 1979, com a finalidade de preservar esse patrimônio arqueológico, parcialmente aberto à visitação.

Além de preservar o parque, a Fundação desenvolve pesquisa sobre a interação dos grupos humanos e o ambiente, desde a pré-história aos dias atuais, e carrega a missão de sensibilizar a população local para a preservação da região. Para isso, promove, regularmente, palestras, encontros e seminários.

Este é um verdadeiro passeio ao passado que vale muito a pena conferir. Aproveite este programa especial com o Conhecendo Museus.




Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 12/02/2015 - 17:49 e atualizado em 12/02/2015 - 17:49

Ultimas

O que vem por aí