Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Episódio 2: estética e beleza

Até a primeira metade do séc. XX, uma estética caucasiana determinava

Mojubá

No AR em 18/11/2014 - 21:30

Por muito tempo, os meios de comunicação – refletindo a postura de boa parte da sociedade ocidental – fizeram o possível para desvalorizar qualquer estética que Pai Arabomi: "A cultura Bantu cultua tanto a beleza interior quanto exterior. A beleza na postura, na conduta, no seu comportamento."remetesse aos africanos. Estabeleciam que o cabelo das pessoas negras era intrinsecamente feio. O racismo presente na estética teve efeitos duradouros para os afrodescendentes, que precisam hoje afirmar sua identidade no aspecto visual também.

Atriz Jana GuinondForte símbolo identitário e comportamental, o cabelo indica a pessoa e o grupo a que pertence, compondo um sistema complexo de linguagem em todas as civilizações. Nas culturas de origem banta, especialmente, passaram a ter um peso importante no sentido de resgatar a memória cultural de origem africana.

"Várias civilizações africanas se identificavam através de seus penteados. Era possível identificar o príncipe, a rainha, quem estava solteiro, quem estava casado... Tudo isso através do penteado", explica a atriz e pedagoga Jana Guinond, integrante da ONG Estimativa, do Rio de Janeiro.

Produção: Luiz Antônio Pilar, Marta Passos
Roteiro: Gabriela Amaral
Direção de Fotografia: Antonio Luiz Mendes
Montagem: Snir Wein, Sofia Karam
Trilha Sonora: Fernando Moura

 




Criado em 13/11/2014 - 21:37 e atualizado em 14/11/2014 - 18:19

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí