Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Damas do Samba registra a importância feminina

Minissérie de quatro capítulos estreia neste domingo

Passistas, madrinhas, musas, porta-bandeira ou operárias do carnaval. Estas são as personagens da minissérie Damas do Samba que, em quatro episódios, apresenta a força feminina que impulsiona e ajuda a fazer do samba o maior e mais representativo ritmo popular brasileiro. Damas do Samba estreia neste domingo, dia 11, às 18h30, na TV Brasil. 

Dirigida por Suzanna Lira, Damas do Samba é uma série documental de resgate da presença das mulheres na história da música popular. O primeiro episódio da minissérie trata das origens do samba através de histórias das primeiras mulheres negras que chegam na Praça XI, no Rio de Janeiro, trazendo consigo as sabedorias da culinária, das ervas, do saber popular, do prazer sexual e a possibilidade da continuidade histórica através do samba. 

O episódio mostra a história do samba começando com Tia Ciata, dona da casa onde foi criado "Pelo Telefone", o primeiro samba gravado em disco. Grande cozinheira e mãe de santo, dizem que curou o então presidente da época de um ferida na perna. Como retribuição, o samba ficou livre. 

Este episódio também mostra a ala de baianas, que é considerada como uma das mais importantes de uma escola de samba. Composta, preferencialmente, por senhoras vestidas com roupas que remetem às antigas tias baianas dos primeiros grupos de samba do início do século XX, no Rio de Janeiro. Foi introduzida no desfile nos anos 1930 como uma forma de homenagem às “tias” do samba, que abrigavam sambistas em suas casas, na época em que o ritmo era marginalizado. 

A minissérie Damas do Samba  é centrada nas grandes escolas de samba cariocas. Aborda o trabalho de carnavalescas, passistas, porta-bandeiras. Destaca suas qualidades como empreendedoras, gerentes determinadas, artistas criativas. São mulheres que conquistaram independência com seu trabalho.

A nova geração é representada pela figura da passista-mirim Luany dos Santos, sentindo-se a menina mais poderosa do planeta, ao vestir suas longas botas para encarnar a rainha de bateria da escola da samba mirim da Portela. 

Entre as damas que compõem os quatro episódios da série estão: Alcione, Leci Brandão, Jovelina Pérola Negra, Clara Nunes, Mariene de Castro, Rosa Magalhães, Tia Surica, Nilce Fran, Márcia Lage, Lucinha Nobre, Wilma Nascimento e Dona Zica.   

Em um dos episódios, Dona Ivone Lara, com seus mais de 90 anos, aparece cantando a capela “Sonho Meu”, em sua voz pura, sem o acompanhamento dos instrumentos. “É certo de que sem mulher não há samba”, resume a cantora Mariene de Castro, uma das personagens de Damas do Samba. A série tem quatro episódios de 26 minutos, que irão ao ar aos domingos.  

Serviço
Damas do Samba - domingo, dia 11, às 18h30, na TV Brasil 

Da Gerência de Comunicação Institucional
Empresa Brasil de Comunicação - EBC
Contato: (21) 2117-6471 / (21) 2117-6239

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 08/11/2018 - 17:00 e atualizado em 08/11/2018 - 17:00

Ultimas

O que vem por aí