A história de Mário Peixoto

Autor do filme Limite, uma obra prima do cinema

No De Lá Pra Cá deste domingo (29), às 18h, a história de Mário Peixoto e os 80 anos do filme Limite, considerado o maior cult do cinema nacional. Cineasta, poeta e romancista, Mário Peixoto era filho de uma família muito rica de plantadores de café e nasceu em Bruxelas, na Bélgica, onde o pai fazia um curso de Química.

Na juventude, Mário estudou nos melhores colégios da Inglaterra e da França. Foi na Europa, durante a década de 20, que ele entrou em contato com os movimentos cinematográficos da vanguarda francesa e alemã, em especial o expressionismo. De volta ao Brasil, em 1929, realizou seu único filme, Limite, considerado um marco do cinema nacional.

Completamente destoante das produções da época, Limite tem uma narrativa experimental e vanguardista, tanto nos enquadramentos, quanto na articulação entre os planos feitos durante a montagem do filme. A obra foi lançada em 1931, e nunca entrou no circuito comercial, assim como os livros escritos por Mário que, apesar da grande qualidade literária, não foram divulgados e não se tornaram conhecidos do público leitor.

Participam deste programa o autor do livro Jogos de Armar, Emil de Castro; o chefe do MAM Hernani Heffner; o cineasta que dirigiu o documentário O Homem do Morcego, Rui Solberg e o diretor Sergio Machado.

O Dé Lá Pra Cá é apresentado por Ancelmo Gois e Vera Barroso