Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Intervenção Federal no Rio de Janeiro

Diálogo Brasil recebe Francisco Caputo e Cássio Thyone

Diálogo Brasil

No AR em 26/02/2018 - 22:15

Desde o dia 16 de fevereiro a segurança do Rio de Janeiro está sob intervenção federal. A medida, assinada pelo presidente Michel Temer, tem gerado reações diversas: enquanto uma parte da população acha que a intervenção é o único caminho para salvar o Rio de um boom de violência, outra defende que a presença do exército nas ruas vai causar ainda mais insegurança e ferir gravemente os direitos humanos, principalmente das populações negra e pobre do subúrbio da capital fluminense.

Para discutir o que pode ocorrer durante esse período de exceção, o Diálogo Brasil recebe o advogado Francisco Caputo, membro do Conselho da República, e Cássio Thyone, integrante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Diálogo Brasil recebe Francisco Caputo e Cássio Thyone
Diálogo Brasil recebe Francisco Caputo e Cássio Thyone - Divulgação/TV Brasil

De acordo com o membro do Conselho da República, a intervenção é um caminho para os problemas da segurança no Rio, mas deve ser acompanhada de mudanças estruturais, como melhores salários, mais motivação para os policiais. Ele destaca ainda que não foram os números de violência do último Carnaval ou a quantidade de homicídios no estado que justificaram a intervenção. “A entrada de armas pelo estado e de drogas tomou uma dimensão fora do comum. Esses foram os maiores justificadores dessa medida drástica”, afirma Francisco Caputo.

Já Cássio Thyone é mais cético em relação à intervenção, segundo ele, em outros países que optaram por esse caminho, os resultados não foram os esperados. Outra preocupação para o representante do Fórum Brasileiro de Segurança Pública é o uso que pode ser feito disso em ano eleitoral. “Talvez essa intervenção não tenha sido a ferramenta mais adequada diante da situação. É bom a gente não esquecer o temor que é a gente ver a segurança pública, já tão atacada, acabar sendo usada, infelizmente, no viés político”, diz ele.

Também participam por vídeo dessa discussão o deputado Alberto Fraga, do DEM-DF, e o deputado Glauber Braga, do PSOL-RJ.

Sempre sobre a condução do jornalista Estevão Damázio, o Diálogo Brasil vai ao ar toda segunda-feira, às 22h15, na TV Brasil.

 

Ultimas

O que vem por aí