Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Hoje tem a banda El Efecto no Estúdio Móvel

Não deixe de conferir um pouco mais do especial Fora do Eixo

Estúdio Móvel

No AR em 12/12/2012 - 20:00

Quarta-feira é a vez da El Efecto mostrar a sua experimentação sonora e falar da sua trajetória. Formada por cinco rapazes instigados a fazer um som diverso, a banda completou 10 anos em 2012 e, para celebrar, lançou o terceiro disco: Sonhos e Pedras.

Ao arranjo de guitarra, baixo e bateria, acrescentaram cavaquinho, trompete e flauta. O resultado é uma ótima levada que vem conquistando muita gente. “Não nos prendemos a nada, o que der vontade de fazer, a gente faz”, disse um dos integrantes. E parece que essa liberdade e desapego a rótulos vem agradando ao público! Através do Fora do Eixo, El Efecto já se apresentou no fundamental festival de música Grito Rock; no projeto Cedo e Sentado; e no Festival Balido. O grupo é um dos primeiros a reforçar o debate sobre a cena cultural e produção independente promovidos pelo coletivo.

Liliane Reis conversa ainda com Daniel Domingues, organizador do Ponte Plural, coletivo que funciona como ponto de articulação no Rio de Janeiro do Circuito Fora do Eixo. A organização é fruto da união de empreendedores culturais de diferentes áreas (audiovisual, música, mídias, rádio e jornalismo), que tem como objetivo fomentar a cena cultural do Rio, promovendo a disseminação da produção regional e do Brasil, dentro do Estado.

Ainda na quarta, conectados, Lili e Ynaiã Benthroldo bateram um rico papo. Além de atuar como produtor e membro do setor de música do Fora do Eixo, Ynaiã é o baterista do Macaco Bong. Nascido e criado no calor de Cuiabá, em 2004, o trio Macaco Bong se tornou um grande expoente da música independente brasileira. Trabalhando num modelo autogestionário em rede, a banda circula o Brasil e o mundo mostrando no palco uma mistura pulsante e hipnótica de rock instrumental, carregado de influências de world music, jazz, fusion e música brasileira. Ynaiã falou sobre a importância do movimento Fora do Eixo para a cena cultural independente e comentou sobre a cena instrumental.




Ultimas

O que vem por aí