Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

A pré-história no Brasil e os Sambaquis

Uma aventura pela Pré-História no Brasil: Esse é o próximo destino da equipe do Expedições. O trio formado pela jornalista Aline Dale, pelo cinegrafista Fábio Serfaty e pelo biólogo e fotógrafo Rodrigo Serrado, vai até a Região dos Lagos do estado Rio de Janeiro, em Cabo Frio e Rio das Ostras, para conhecer os Sambaquis. Além disso, acompanharão os trabalhos no Museu Nacional e no Instituto de Arqueologia Brasileira (IAB), na capital, e na Universidade Federal Fluminense, em Niterói.

 

Dirigidos por Lucas Saldanha Werneck, a equipe vai explorar o Museu do Sítio Arqueológico do Sambaqui da Tairoba, descoberto pelo aqrueólogo Ondemar Dias, e que se tornou o primeiro Museu de Sítio Arqueológico, nestes moldes, no Brasil. Os Sambaquis são montes que guardam vestígios arqueológicos deixados pelo Homem da Pré-História e, por isso, através dos Sambaquis é possível saber como viviam, que técnicas dominavam e como se relacionavam com o meio ambiente.

 

No Brasil, os Sambaquis estão distribuídos por toda zona costeira. Mas nem em todos os lugares estão bem preservados. Estudos recentes sugerem que os Sambaquis do Brasil tenham sido produzido por povos que viveram entre 2 mil e 8 mil anos atrás. Análises químicas realizadas a partir dos materiais coletados, revelam que os grupos que construíram os Sambaquis tinham dieta farta em peixes, ou seja, que eram pescadores-coletores.

 

Os Sambaquis são como documentos que permitem recuperar informações sobre o homem e o meio ambiente de milênios atrás.




Ultimas

O que vem por aí