Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

O poeta: da resistência cultural a Moscou

O primeiro episódio da série recorda a fundação do Grupo Opinião

Há Muitas Noites na Noite

No AR em 08/12/2016 - 00:00

João das Neves, Agildo Ribeiro e Ferreira GullarMaria BethâniaO primeiro episódio da série faz uma viagem à década de 1960 e apresenta o já renomado poeta Ferreira Gullar como membro do Centro Popular de Cultura da UNE. A organização reunia artistas que utilizavam a arte para transmitir suas ideias políticas.

Com o golpe de 1964, Gullar entra para o Partido Comunista como forma de se posicionar em relação à ditadura militar. Os membros do então ilegal CPC fundam o Grupo Opinião, do qual participam sua esposa Thereza Aragão, Oduvaldo Vianna Filho, João das Neves, Zé Keti, Nara Leão, e, posteriormente, Maria Bethânia.

Com espetáculos de sucesso de público e crítica, o Grupo Opinião se torna uma das mais importantes formas de resistência artística à ditadura. Anos depois Gullar é denunciado como dirigente do Partido Comunista e entra para a clandestinidade, afastando-se da família e da vida social, sendo obrigado a viver escondido na casa de amigos, onde um quarto fechado passa a ser seu cenário cotidiano. Quando se vê sem mais opções, o poeta parte para o exílio.




Criado em 02/12/2015 - 16:47 e atualizado em 07/12/2016 - 11:17

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí