Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

“Eu quero participar do lado bom da vida”, diz Roberto Menescal

Para comemorar 60 anos da bossa nova, Menescal lança canal no Youtube

Impressões

No AR em 24/09/2019 - 23:00

Menescal, considerado um dos criadores da bossa nova, diz que é preciso ver a vida pelo lado bom. “Quando você abre o jornal tem a maioria do lado ruim. Eu não quero participar disso não”, declara. “Eu acho que se você levar o lado bom da vida, você fica aí, eternamente. Talvez eternamente não, mas fica muito perto da eternidade”, justifica com bom humor. Em entrevista ao programa Impressões, o músico recebeu a equipe da TV Brasil em sua casa, no Rio de Janeiro, e falou sobre sua carreira, seus novos projetos e dos shows pelo país.

“Eu quero participar do lado bom da vida”, diz o músico Roberto Menescal
“Eu quero participar do lado bom da vida”, diz o músico Roberto Menescal - Divulgação/TV Brasil

Para comemorar os 60 anos da bossa nova e seus mais de 80 anos, Menescal anunciou um canal no Youtube e uma biografia. Em relação a publicação sobre a própria vida, ele não esconde nenhuma vaidade. Diz que prefere não saber o que está sendo escrito para não correr o risco de autocensura. Eu entreguei meu baú, que fica fechado. Eu jogo lá dentro e digo, pronto, já foi”, revela sobre as suas obras entregues para a confecção do livro “O arquiteto da canção” que está sendo preparado há 4 anos. 

No bate papo com a jornalista Roseann Kennedy, o instrumentista e compositor das canções  "Barquinho", "Você", "Nós e o mar" e "Rio", também fala das recentes parcerias. Lembra com orgulho do projeto com a cantora Fernanda Takai em que fazem releituras da obra de Tom Jobim, e conta sobre a parceria com Leila Pinheiro e o baixista do Barão Vermelho, Rodrigo Santos.

Roberto Menescal em entrevista ao programa Impressões
Roberto Menescal em entrevista ao programa Impressões - Divulgação/TV Brasil

Sobre a sua generosidade com as gerações de músicos e cantores mais novos, com um sorriso no rosto, relembra: “Meu parceiro dizia que eu era rabo de cometa, estava sempre atrás da estrela.”  Um desses talentos foi Emílio Santiago.“Consegui fazer um projeto que deu um sucesso muito grande, que foi o Emílio Santiago. Propus a ele o projeto Aquarela Brasileira. A gente fez sete discos, ele vendeu seis milhões de discos”, diz satisfeito.   

Artista que já compôs mais de 400 músicas, Menescal diz que ainda tem muita produção pela frente e conta de forma divertida sobre o surgimento da bossa nova. “A gente procurou evitar na nossa música o baixo astral, né? Isso não tem. Sofrência, não! Porque tem outras músicas para você fazer sofrência”. E completa: “Vamos viver a vivência né? A vontade de ser feliz”.

Criado em 23/09/2019 - 11:40

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí