Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Mercado Audiovisual

Com o novo cenário político, qual o futuro do setor no Brasil?

Mídia em Foco

No AR em 16/04/2018 - 22:45

Estimular os sentidos da audição e da visão de forma simultânea. A magia do audiovisual encanta o público desde os primórdios do cinema, no final do século 19, e logo se tornou um negócio lucrativo. No século seguinte o mercado audiovisual se consolidou incluindo TV, vídeo, games e internet.

Confira o conteúdo extra deste episódio

Hoje o setor movimenta anualmente mais de um trilhão de reais no mundo e bilhões de reais no Brasil. O mercado audiovisual brasileiro começa a despontar a partir de 1907 com a estruturação de salas de cinema no Rio de Janeiro e em São Paulo. 

Nesse período havia algumas dezenas de salas em todo o país. Atualmente, há mais de três mil salas de cinema, produzimos centenas de filmes por ano, além de séries, animações, novelas e games. O setor audiovisual no Brasil vive um bom momento, mas nem sempre foi assim.

A produção nacional de longas-metragens, de séries e de games aumentou consideravelmente nos últimos anos. Estimulado pelas políticas de fomento, o setor audiovisual brasileiro continuou crescendo mesmo em tempos de crise econômica. Com um novo cenário político e econômico, qual será o futuro do mercado audiovisual no Brasil? 

“Com a convergência das mídias, o público, o consumidor, quer cada vez mais conteúdo. E quer conteúdo original”, diz Débora Ivanov, diretora da Ancine
“Com a convergência das mídias, o público, o consumidor, quer cada vez mais conteúdo. E quer conteúdo original”, diz Débora Ivanov, diretora da Ancine - Divulgação/TV Brasil


Participam deste episódio:

Débora Ivanov, diretora da Ancine.

Gilberto Toscano, advogado especialista no setor audiovisual.

Krishna Mahon, diretora de conteúdo dos canais History, A&E e Lifetime. 

Ultimas

O que vem por aí