Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Adaptações Literárias

Como a literatura inspira o cinema e a TV

Mídia em Foco

No AR em 15/10/2018 - 22:45

Viagem à Lua, de George Méliès é um dos primeiros exemplos de uma produção audiovisual baseada na literatura. Lançado em 1902, o filme foi inspirado nos romances Da Terra à Lua, de Julio Verne, e Os Primeiros Homens na Lua, de H. G. Wells. De lá pra cá, a arte literária e o audiovisual formam uma parceria de sucesso que pode ser vista nas mais diversas mídias.

Confira o conteúdo extra deste episódio

O curta Os Guaranis de Antônio Leal foi uma das primeiras adaptações literárias para o cinema nacional. Baseado no romance O Guarani de José de Alencar, o filme foi lançado em 1908. Nos primórdios da TV brasileira, outras obras de Alencar como Senhora e Diva ganharam adaptações novelísticas. O autor, ao lado de Nelson Rodrigues e Jorge Amado, é um dos que mais inspiram produções audiovisuais no Brasil.

Estimular o hábito da leitura e levar obras literárias a um número maior de pessoas através de outras linguagens midiáticas. As adaptações literárias para as telas são um filão bastante explorado pela indústria audiovisual. Além do aspecto mercadológico, podem contribuir para a formação cultural do público. E nem sempre é a literatura que alimenta o audiovisual. Às vezes ocorre o processo inverso como no caso da série televisiva Detetives do Prédio Azul.

Mídia em Foco entrevista a roteirista Glória Barreto
Mídia em Foco entrevista a roteirista Glória Barreto - Divulgação/TV Brasil

Participam deste episódio:

Cláudio Felício - Roteirista

Gláucia Jacuk Herman - Professora de Comunicação e adaptações literárias

Glória Barreto – Roteirista

Ultimas

O que vem por aí