Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

As gaitas de Rildo Hora e Maurício Einhorn

Programa destaca músicos de primorosa técnica

Musicograma

No AR em 09/06/2013 - 00:30

Rildo HoraMaurício EinhornO gaitista, produtor e arranjador Rildo Hora foi homenageado pela Escola de Samba Estácio de Sá no carnaval de 2013 com o enredo “Rildo Hora: a ópera de um menino... No toque do realejo rege seu destino!” Na homenagem, a vermelho e branca reconhecia o talento e a contribuição de Rildo para que a MPB tivesse o selo de qualidade que, hoje, mostra ao mundo.

Estudante de harmonia, contraponto e composição na Escola de Música Pró-Arte com o maestro Guerra-Peixe, que escreveu especialmente para ele a "Suíte quatro coisas", Rildo teve aulas de violão com Jaime Tomás Florence, o Meira, maior violão de seis cordas da história do choro, além de frequentar outros cursos no Centro de Estudos Musicais.

A dedicação técnica foi base sobre a qual Rildo Hora firmou o talento descoberto aos seis anos de idade, quando se interessou por harmônica de boca, ou gaita. Tornou-se autodidata. Mesmo sem mestre, desenvolveu uma técnica própria, tirando de ouvido os frevos e chorinhos que ouvia no rádio.

Considerado um dos maiores gaitistas do mundo, ao lado de Larry Adler, Edu da Gaita e Toots Thielemans, Maurício Einhorn aparece no Musicograma, num acervo de 2007, quando comemorava os setenta e cinco anos de idade e sessenta de carreira, com o lançamento de dois CDs: “Travessuras”, só de inéditas e “Conversa de amigos”, com standards do jazz.

Einhorn estava sem gravar há vinte e oito anos, apesar da carreira respeitada no Brasil como compositor dos clássicos da bossa nova, "Tristeza de Nós Dois", "Batida Diferente" e "Estamos Aí", esta, maior sucesso de Leny Andrade. No exterior é conhecido compositor de trilhas sonoras e já tocou com Sarah Vaughan, Nina Simone e Herbie Mann, entre outros grandes nomes.




Criado em 27/05/2013 - 13:37 e atualizado em 24/06/2013 - 17:14

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Ultimas

O que vem por aí