Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Especial Roupa Nova

Grupos de pop-rock está há mais de 30 anos na estrada

Musicograma

No AR em 20/09/2013 - 22:30

Grupo Roupa NovaShow do Roupa Nova

Desde que gravou o primeiro álbum, há 31 anos, o Roupa Nova passou a ser uma espécie de "midas" no mercado fonográfico: tudo o que tocava virava ouro, ou melhor, platina, pois sempre foi um dos grupos de pop-rock que mais vendeu discos.

Músicos de estúdio e de palco, seus integrantes têm formações variadas, mas com um gosto em comum: amaram os Beatles na adolescência e todos apontam a banda inglesa como influência e ponto de partida. Cantam baladas ouvidas e repetidas há duas gerações. O público gosta. Pais e filhos e vovôs precoces seguem o Roupa Nova em cada nova empreitada de trabalho.

Com a chegada do novo século e a quebra das grandes gravadoras, o Roupa Nova investiu no próprio selo e garantiu a porcentagem de venda que contabiliza o histórico de 22 CDs e cinco DVDs, produtos que alcançaram a marca de mais de cinco milhões de compradores.

Qual é o segredo do sucesso? Cleberson Horst (teclados e voz), Ricardo Feghali (teclados e voz), Kiko (guitarra e voz), Nando Oliveira da Silva (baixo e voz), Serginho de Lima (bateria e voz) e Paulinho dos Santos (voz e percussão) não sabem responder.

Usam palavras habituais como respeito, fidelidade, amor ao público e paixão pelo que fazem. É um lugar comum, mas o público não cobra muito. Embarca até em mudanças radicais como o projeto recente do DVD “Cruzeiro Roupa Nova”, em que decidiram se lançar às águas do Atlântico, seguindo a receita de Roberto Carlos. Mais uma vez o "toque de midas" funcionou e o Roupa Nova comemora a contabilidade dourada, com vinte e cinco mil cópias vendidas.





Criado em 15/11/2012 - 18:04 e atualizado em 19/09/2013 - 11:06

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Ultimas

O que vem por aí