Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Miguel Paiva explica de onde veio a paixão pelo Fluminense

Cartunista festejou título de 2010 nas ruas de Cascais

No Mundo da Bola

No AR em 16/09/2019 - 22:00

Neste terceiro episódio da entrevista ao repórter Sergio du Bocage, Miguel Paiva conta como descobriu o Fluminense. Na verdade, ele reconhece, o Tricolor foi uma herança recebida do pai, e de quase toda a família. E por isso nunca pensou em trocar de clube. Miguel Paiva só não conseguiu fazer com que os filhos tivessem a mesma opção clubística, mas não reclama. Ele lembra que estava na Itália, em 75 e 76, quando o Fluminense montou a famosa Máquina Tricolor, e acompanhou de longe os feitos do time comandado por Rivellino. Em 80, ao voltar para o Brasil, vou o Fluminense ser campeão, mas não festejou. Isso ele fez em 2010, mesmo estando em Portugal. No dia da partida em que o Fluminense foi campeão, ele estava em Cascais, jantando com alguns amigos, e acompanhando a transmissão do jogo pelo celular. Miguel Paiva lembra que saiu pelas ruas festejando, e as pessoas em volta não entendiam o motivo de tanta alegria. Atualmente, ele não acompanha mais de perto o futebol, desiludido com as muitas derrotas sofridas pelo Fluminense. Fala com admiração das torcidas do Flamengo e do Corinthians e confessa, bem humorado, que apesar da "admiração isenta" pelo Flamengo, sempre que pode torce contra.

Miguel interna 3
Miguel Paiva lembra bem do título tricolor de 2010

Criado em 18/09/2019 - 15:00 Por Sergio du Bocage

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí