A Literatura Africana

Nova África traz entrevistas com importantes escritores africanos e relembra os que marcaram a história do continente

Na metade do século XX, na África, as obras literárias serviam para denunciar aquilo que não estava correto, mostrar os contrastes políticos e sociais e conclamar as pessoas para a necessidade de mudança. O Nova África revela alguns dos escritores que fizeram e ainda fazem a história do continente africano.

Em uma viagem pelo arquipélago de Cabo Verde, o programa conta a história de um dos maiores representantes da literatura do país: Gabriel Mariano. Por meio de entrevistas com pessoas como o escritor Danny Spinola, o programa mostra como esse juiz de direito, poeta e contista virou referência em sua geração. Com forte influência de escritores brasileiros, Gabriel Mariano utilizou de seus poemas e contos para reivindicar a saída dos colonizadores portugueses de seu país.

De Cabo Verde o programa segue para a África do Sul para conversar com uma das mais renomadas escritoras africanas da atualidade: Nadinde Gordimer. Apesar dos 90 anos, ela desenvolve ideias e obras com a mesma vitalidade que sempre teve para lutar por um país mais justo. Na entrevista, a vencedora do prêmio Nobel de Literatura de 1991, fala sobre a sua luta contra o apartheid, a repressão e o seu descontentamento com as desigualdades observadas por ela.

Já em Moçambique o programa revela, por meio de escritores e estudiosos, a trajetória e um pouco da obra de José Craveirinha. Considerado o Camões do país, Craveirinha resgatou a tradição africana de contar histórias e por meio de suas palavras transformou livros em verdadeiras bandeiras contra o colonialismo português.

O Nova África entrevista também a jornalista e especialista em literatura africana, Maura Eustáquia de Oliveira. Ela fala sobre as obras de escritores como o moçambicano Mia Couto e o angolano José Luandino Vieira.