Observatório da Imprensa

Próximo episódio

  • Chumbo Quente III

    O Observatório da Imprensa apresenta o terceiro episódio sobre os 50 anos do golpe militar de 1964

    Chumbo Quente IIIO Observatório da Imprensa elembra o período mais sombrio da história da República brasileira pela ótica da mídia: uma das protagonistas do golpe, logo convertida em vítima do regime de exceção. O Programa entrevistou 35 personagens, entre jornalistas, historiadores, ex-guerrilheiros e famílias de vítimas da ditadura. As mortes de Carlos Marighella, Frei Tito, Carlos Lamarca, Vladimir Herzog, Stuart e Zuzu Angel e do embaixador José Jobim são recuperadas neste episódio, além de casos emblemáricos como o atentado do Riocentro e a guerrilha do Araguaia. O programa vai relembrar uma das mais eficientes táticas da esquerda nos anos de chumbo: o seqüestro de embaixadores. Além de trocar os diplomatas por presos políticos, a resistência exigia a publicação de manifestos nos grandes jornais e garantia a visibilidade perdida com a censura. O Observatório também vai mostrar o apelo do ex-delegado Cláudio Guerra, que executou dezenas de integrantes da esquerda, para que as Forças Armadas dialoguem com as famílias dos desaparecidos e esclareçam o paradeiro dos corpos de vítimas da repressão.

O Observatório da Imprensa (www.tvbrasil.ebc.com.br/observatorio) é um programa semanal da TV Brasil que está no ar há quinze anos. O programa analisa de forma crítica o desempenho da mídia a partir de assuntos que estão em destaque na imprensa.

 O jornalista Alberto Dines, editor-responsável, apresenta o programa do estúdio no Rio de Janeiro. O Observatório tem a participação de convidados em estúdios de outros estados, sempre ao vivo.

O programa abre com o quadro "A Mídia na Semana" - sobre o que aconteceu no Brasil e no mundo, as primeiras páginas dos principais jornais do país e as charges críticas. Segue com o editorial do Dines, que examina o assunto principal do programa. Logo após, os convidados são apresentados ao público. O tema da edição é exibido através de uma reportagem ilustrada com entrevistas feitas com jornalistas e especialistas no Brasil e no exterior.

Em seguida, começa o debate com os convidados em estúdio. Correspondentes estrangeiros também analisam o assunto a partir do exterior. Durante o programa, o público participa com perguntas e comentários através do telefone, chat ou e-mail, pelo site ou em nossas redes sociais.

O Observatório tem uma hora de duração, dividido em três blocos.

Além das edições semanais factuais ao vivo, o Observatório realiza anualmente programas especiais gravados no Brasil ou no exterior. As edições têm ampla pesquisa histórica, tratamento estético e montagem diferenciada. Em algum casos, estes programas resultam em kits de vídeos que são oferecidos a universidades de Jornalismo e pesquisadores.

Em nossas redes sociais, o espectador pode participar e acompanhar o programa dia a dia. Vídeos, comentários e entrevistas são disponibilizados para o público. Inclusive o que não pode ser utilizado pelo programa.

Horário: 
Terça às 20h00
Descrição: 
Há 15 anos no ar, o Observatório da Imprensa analisa de forma crítica o desempenho da mídia a partir de assuntos que estão em destaque na imprensa.

Episódios anteriores

Páginas

Programas