Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

O Velho e o Novo

Luta de classes no longa de Eisenstein e Aleksandrov

Cine Mundial

No AR em 03/12/2018 - 23:45

Com técnicas arcaicas e manuais, os camponeses pobres – ampla maioria da população soviética nos anos 1920 – mal conseguiam sobreviver. Eram explorados pelos “kulaks”, a elite do campesinato.

Cansada de passar necessidade, a camponesa Marfa Lapkina decide reforçar o movimento pela coletivização da agricultura e organiza um “kolkhoz” (cooperativa) com seus vizinhos.

De início, a adesão é pequena, mas em meio a uma intensa luta ideológica entre velhas e novas concepções, as vantagens da produção coletiva vão se afirmando.

Ponto alto do cinema mudo, O Velho e o Novo (1929) explora ao máximo os recursos da montagem dialética. Os cineastas Serguei Eisenstein e Grigori Aleksandrov começaram a rodar o filme em 1927. A primeira edição foi concluída no início de 1929 e tinha 121 minutos, mas não foi apresentada ao público. Os diretores decidiram realizar uma nova edição, com tempo menor.

Outubro Soviético exibe O Velho e o Novo

Outubro Soviético exibe O Velho e o Novo - Divulgação

Título original: Staroie i Novoie
País: União Soviética
Idioma: Russo
Ano: 1929
Gênero: Drama mudo
Direção: Serguei Eisenstein e Grigori Aleksandro
Classificação Indicativa: 18 anos

 

 

Criado em 18/10/2017 - 16:15

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí