Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Refluxo em recém-nascidos

O refluxo não tratado pode trazer uma séria de complicações

Papo de Mãe

No AR em 03/04/2016 - 15:30


Muitos bebês, logo nos primeiros dias de vida, apresentam sintomas de refluxo. Isto se deve à imaturidade do esfíncter esofagiano e, na maioria dos casos, desaparece espontaneamente. Mas se o bebê chora muito após mamar, vomita boa parte do leite ingerido e não ganha o peso esperado, é preciso ficar atento.

Em 80% dos casos, o refluxo tende a regredir a partir dos seis meses de vida, coincidindo com a introdução dos alimentos sólidos e a condição de uma postura corporal mais ereta. Mas existem casos em que pode persistir. Nas crianças mais velhas, por exemplo, os sintomas são azia, gosto ácido ou amargo na boca, vômitos, episódios de tosse, arrotos e dor ao engolir o alimento. O refluxo também pode estar associado a doenças como asma, tosse crônica, otite e sinusite de repetição.

Este Papo de Mãe conta com a personal infantil de natação Elijane Jolanda, mãe do Bruno (13) e do Cadu (1 ano e 10 meses); a professora Larissa Fernandes, mãe da Ana Alice (9) e do Raul (1 ano e 2 meses); a advogada Karina Uzzo, mãe da Flora (9 meses); o pediatra Jorge Huberman, neonatologista do Hospital Albert Einstein; a gastroenterologista pediátrica Ana Cristina Soares, do Hospital Sabará/SP; e a nutricionista e nutróloga Marisa Thompson.

A reportagem de Fernanda de Luca mostra casos de refluxo na vida adulta.

O repórter Marcelo Zanini percorre as ruas da capital paulista para ouvir a opinião das pessoas.

Apresentação: Mariana Kotscho e Roberta Manreza
Pauta: Fernanda De Luca e Juliana Belluomini
Reportagens: Fernanda De Luca e Marcelo Zanini 
Edição: Maikel Paroneto  
Internet: Clarissa Meyer 
Produção: Papo de Mãe Produções

 




Criado em 27/01/2015 - 16:57 e atualizado em 29/03/2016 - 20:19

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí