Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Dia das crianças no Programa Especial

Saiba mais sobre o Power Soccer

Programa Especial

No AR em 07/10/2017 - 12:00

No Programa Especial desta semana, totalmente dedicado ao Dia das Crianças, vamos conhecer o Power Soccer, futebol de cadeira de rodas motorizada. Mônica, mãe de Lucas, que tem 13 anos e é cadeirante, vai explicar como surgiu o time Rio de Janeiro de Power Soccer e a importância do esporte para as crianças cadeirantes. Cazê e Marcos Paulo, jogadores profissionais adultos do time Rio de Janeiro, contaram suas histórias. Os dois servem de inspiração para os mais novos. Já a parte de regras e treinamento, ficou por conta dos técnicos Wagner e Kléber.

 

Em uma quadra em espaço aberto, Guilherme está mais à frente, sentado na cadeira de rodas motorizada. Logo atrás, está Lara, também sentada na cadeira de rodas motorizada. À frente da cadeira de Guilherme uma bola de futebol em tamanho maior que o convenc
Larah e Guilherme, de sete e oito anos, são jogadores do time Power Soccer Rio de Janeiro, e participaram da reportagem sobre o Dia das Crianças do Programa Especial.

Mônica falou sobre como o Power Soccer pode acrescentar à criança cadeirante, tanto na independência quanto na autoestima.

Segundo ela, a partir do momento em que as crianças estão dentro de quadra, é exigido da modalidade esforço físico e mental, o que faz com que eles próprios comecem a reconhecer seus potenciais.

 

Marcos Paulo, que joga Power Soccer há três anos e é cadeirante, ressaltou a importância da inclusão das crianças, e como isso pode ser promovido pelo esporte. Ele disse que o Power Soccer abriga crianças que não podem praticar outros esportes, e que isso é um modo fora de série dessas crianças se sentirem incluídas, e, que, diante diante disso, a melhora acontece em todos os sentidos.

Nesta semana, o protagonismo com síndrome de Down que o Programa destaca é o infantil. Nossa repórter Fernanda Honorato vai conversar com Jonatas e Rafaela, de dez e oito anos. Além deles, o bate-papo vai ser também com as mães, Miriã e Christiane.

Em um banco, Jônatas e Rafaela estão sentados um ao lado do outro. Rafaela tem cabelos lisos, longos e castanho s, e Jônatas tem cabelos lisos, mais curtos, e castanhos.
Jônatas e Rafaela, que têm síndrome de Down, foram entrevistados no Programa Especial dedicado ao Dia das Crianças.
No papo com nossa repórter Fernanda Honorato, os dois falaram sobre o que querem ganhar de presente, suas famílias e o que mais gostam de fazer.

Fernanda conversou com Jonatas e Rafaela, que têm síndrome de Down, e com a mãe de cada um deles. Durante o assunto, Christiane, mãe de Rafaela, falou que o acolhimento é importante para uma criança.

Também ressaltou que independente de qualquer deficiência, amor, respeito e a não-segregação são fundamentais para a criança que tem deficiência ter uma vida saudável na família e na sociedade como um todo.

Ultimas

O que vem por aí