Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Recordar é TV presta homenagem a Cazuza

Programa exibe especial que foi ao ar logo depois da morte do cantor

Para homenagear a memória do cantor Cazuza, o Recordar é TV resgatou um especial com o músico e compositor, que morreu em 1990 vítima de Aids. Intitulado Ideologia, o especial foi ao ar na antiga TVE do Rio de Janeiro, logo depois da morte de Cazuza. O Recordar é TV com Cazuza vai ao ar amanhã, dia 22, às 22h45, na TV Brasil. 

Cazuza teria feito 60 anos, em abril. Considerado um dos maiores poetas dos anos 1980, Agenor de Miranda Araújo Neto, filho de João e Lucinha Araújo, teve uma carreira meteórica e deixou sua marca definitiva na história da MPB. Primeiro vocalista da banda Barão Vermelho, Cazuza conheceu o sucesso já no primeiro álbum da banda, que, na época, era formada por Frejat (guitarra), Dé (baixo), Maurício Barros (teclados) e Guto Goffi (bateria), em 1982.

Cansado de cantar só rock, o artista se desligou do grupo e, em 1985, lançou seu primeiro álbum solo, Exagerado. Na época, também descobriu que havia contraído o vírus do HIV. Com o apoio da família, ele iniciou uma dura batalha contra a doença, que o levou a ser internado em Boston, nos Estados Unidos.

No especial, Cazuza canta sucessos de sua autoria e de parceiros, como O tempo não para, Exagerado, Ideologia, Codinome Beija Flor, entre outros. O programa também traz depoimentos de amigos do cantor,  como o produtor musical Ezequiel Neves e dos músicos Caetano Veloso e Marina. A mãe e o pai de Cazuza também dão depoimentos emocionados sobre o filho, que morreu aos 32 anos de idade. 

Serviço:
Recordar é TV _ terça-feira, dia 22, às 22h45, na TV Brasil 

Da Gerência de Comunicação Institucional
Empresa Brasil de Comunicação - EBC
Contato: (21) 2117-6818 

Ultimas

O que vem por aí