Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Entrevistas com Rosane Mulholland e Esmir Filho

E ainda, um passeio pelas exposições sobre Sganzerla e Oiticica

Revista do Cinema Brasileiro

No AR em 12/02/2011 - 03:00

Revista do Cinema: Rogério Sganzerla

O mês de fevereiro começa uma seleção especial sobre os melhores de 2010 do Revista do Cinema Brasileiro, a exemplo do que aconteceu em janeiro. Neste sábado (12), o programa relembra como foi a Ocupação Rogério Sganzerla. Para a exposição, que retrata todos os períodos da vida do diretor de O Bandido da Luz Vermelha, foram digitalizados quatro mil documentos. Objetos pessoais, como cartas e fotos de família, também fazem parte deste acervo que permite o encontro com o universo de Sganzerla, e proporciona ao público uma experiência sensorial completa.

Uma das matérias mais acessadas no site do programa, a entrevista com a atriz Rosane Mulholland também poderá ser vista novamente nesta edição. Ela revela como foi estrear na telona tendo como diretor seu conterrâneo José Eduardo Belmonte. Mulholland também fala de suas impressões sobre sua cidade natal, Brasília, e como é ser tão nova e tão consagrada no cinema nacional.

E quem nunca viu ou ouviu falar do vídeo Tapa na Pantera? O responsável por esse sucesso da internet é Esmir Filho. O jovem diretor já foi premiado em cinco festivais internacionais e, no ano passado, participou de um bate-papo virtual com a apresentadora Julia Lemmertz. Ele conta ao Revista um pouco sobre sua trajetória no cinema e o que o atrai para a temática adolescente.

Outro ponto alto deste sábado será o reencontro entre Neville de Almeida e a arte de seu amigo e parceiro de criação Hélio Oiticica na exposição Hélio Oiticica - Museu é o Mundo, em cartaz no Paço Imperial, no Rio de Janeiro. Artistas que surgiram na década de 60, Neville e Oiticica foram fundamentais para a produção de uma arte livre, sob o lema "Seja marginal, seja herói".

E a retrospectiva mostra ainda como foi a exposição Viva Ankito, dedicada a um dos maiores humoristas do país. Depois de passar pelo Cassino da Urca, Ankito virou ídolo popular com as chanchadas, ao lado de grandes nomes como Oscarito e Grande Otelo.

Apoio Cultural: Petrobras

Livre

Horário: sábado, às 20h30




Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 13/02/2011 - 02:17 e atualizado em 13/02/2011 - 02:17

Ultimas

O que vem por aí