Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Samba Instrumental

O talento de Zeca do Trombone e Nilze Carvalho na mesma roda de samba

Samba na Gamboa

No AR em 09/11/2018 - 21:45

Neste episódio do Samba na Gamboa, Diogo Nogueira faz um tributo ao samba instrumental na presença de dois dos maiores músicos da MPB: Zeca do Trombone e Nilze Carvalho. Ela começou a tocar aos cinco anos e, aos seis, sua estrela já brilhava nos palcos. Ele foi revelado ainda no colégio interno e hoje é um dos maiores instrumentistas do Brasil. 

Confira trecho deste episódio

Aclamados no país e no exterior, Nilze e Zeca esbanjam talento no repertório de clássicos como “Nó na madeira”, “Regra três”, “Batucada dos nossos tantans”, “Cai no samba”, “Barracão” e “Batendo a porta”. Eles contam sobre os primeiros passos na carreira musical, o incentivo e a reação das famílias e das platéias à genialidade de suas canções. Os artistas ressaltam a importância da formação em Música para a juventude e dão conselhos a jovens que sonham em brilhar na carreira artística. 

Diogo Nogueira recebe Nilze Carvalho e Zeca do Trombone no Samba na Gamboa
Diogo Nogueira recebe Nilze Carvalho e Zeca do Trombone no Samba na Gamboa - Divulgação/TV Brasil

Albenise de Carvalho Ricardo, a célebre Nilze Carvalho, é cantora, compositora, bandolinista e um dos expoentes do choro no país. A carreira começou quando sua família a surpreendeu tocando cavaquinho ainda menina. Seu primeiro disco foi gravado quando tinha apenas 12 anos. Intitulado “Choro de menina”, foi lançado em 1981. Aos 14, já foi acompanhada pelo conjunto “Época de Ouro” em dois dos quatro discos da série “Choro de menina”. Um fenômeno. Ainda adolescente, percorreu vários países em turnê, como Japão, Holanda, França e Austrália. E lembra do enorme interesse das plateias pela música brasileira. A instrumentista chegou a morar no Japão, antes de voltar ao Brasil e estudar Música na UNIRIO. Em 2002, passou a integrar o grupo “Sururu na roda”. Como cantora, foi indicada ao Prêmio TIM de melhor cantora de samba pelo álbum “Estava faltando você”. Em 2014, lançou o elogiado “Verde, amarelo, negro, anil”.

Zeca do Trombone é considerado, no país e no exterior, um dos maiores músicos em atividade no Brasil. Tornou-se famoso ao acompanhar estrelas como Wilson Simonal, Tim Maia, Elizeth Cardoso, Beth Carvalho, Alcione, Martinho da Vila. Hoje, como verdadeiro showman, faz apresentações em todo o país. Foi Elis Regina quem descobriu seu talento de intérprete ao vê-lo cantarolar uma composição em um grupo de músicos. Nasceu em Campo Grande, bairro da Zona Oeste do Rio, e se orgulha de ter sido aluno do maestro Rubem de Farias. Em 1977, gravou o disco “Zeca do Trombone e Roberto Sax”, resultado do enorme sucesso da dupla em shows. No ano seguinte, gravou um compacto. Ainda lançou os discos “Rota do mar” e “Gafieira”. 

Nesse episódio, Nilze fala de sua participação em vários projetos, como “Mulheres de Zeca” e “Sururu na roda”. Ela se considera uma artista inquieta, que gosta de botar a mão na massa, como em seu último álbum “Verde, amarelo, negro, anil”, indicado ao Grammy Latino. No repertório, releituras de sambas clássicos, outros menos conhecidos e composições próprias. Zeca também ressalta que tem orgulho de ter trilhado uma carreira de instrumentista com coerência e cuidado com a qualidade de seus trabalhos. Hoje, consegue estar em cartaz o ano inteiro e conquistou um público fiel. Resultado de muito estudo e dedicação à música. E de ter sido conhecido como um profissional apaixonado e versátil. 

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 07/11/2018 - 15:05

Ultimas

O que vem por aí