Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Cantora Monique Kessous é destaque no Segue o Som

Conheça o trabalho de sonoridade fluida da artista

Segue o Som

No AR em 02/12/2017 - 14:00

Monique Kessous é a estrela deste Segue o Som. O programa aborda sua trajetória dentro de um singular contexto musical e mercadológico do Brasil: a profusão de cantoras.

No bate-papo com Mariano Marovatto, a cantora destaca seu mais recente trabalho, “Dentro de mim cabe o mundo”, álbum produzido por Berna Ceppas, que conta com a participação de vários artistas, inclusive Deny Kessous, irmão de Monique. Segundo a cantora, seu principal objetivo com o disco era pensar fora da caixa e se valer de uma sonoridade fluida.

“É uma coisa que venho tentando reproduzir em todos os meus trabalhos, afinal, sempre que a gente entra no estúdio se pergunta: 'então e essa música, é um baião?' E eu falo sempre para as pessoas esquecerem isso, um dia as coisas não foram padronizadas, institucionalizadas, era só música. Então eu quis sair desse lugar em que as coisas já estão pré definidas”.

Monique conta também que, apesar de primar pela musicalidade genuinamente brasileira, vê com bons olhos a parceria com músicos estrangeiros presentes no álbum, entre eles o francês Stéphane San Juan, os americanos Kevin Johansen e Jesse Harris, o malinês Mamadou Diabaté e a banda lusitana Deolinda. Fazendo um retrospecto de sua carreira, iniciada profissionalmente em 2010, a cantora diz que não se sente artisticamente madura, mas fica feliz em perceber que com o passar do tempo se vê cada vez mais livre e com menos medos e crenças limitadoras.

Mariano Marovatto entrevista a cantora Monique Kessous
Mariano Marovatto entrevista a cantora Monique Kessous - Divulgação

A artista fala ainda sobre sua veia compositora, destacando a canção “Meu papo é reto”, feita especialmente para Ney Matogrosso e que conta um pouco sobre seu processo criativo e os assuntos que a inspiram a compor. Questionada sobre o que acha de um mercado com surgimento incessante de tantas novas vozes femininas, Monique avalia que realmente é assustador acompanhar a quantidade de artistas atuantes, mas explica que se já foi mais competitiva no passado, hoje tem convicção que há espaço para todos.

A conversa discute o mercado fonográfico atual, no qual gravadoras perderam seu posto hegemônico de outrora para ceder espaço ao impacto da internet e toda a horizontalização que ela propõe. Monique, que pela primeira vez lança um álbum independente, fala do lado positivo de estar numa gravadora mas ressalta a liberdade proporcionada por um trabalho 100% autoral. 

Tags:  Monique Kessous

Criado em 01/12/2017 - 16:05

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí