Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Homenagem ao cantor Emílio Santiago

Programa destaca grandes interpretações e exibe entrevista com o

Segue o Som

No AR em 24/03/2013 - 04:15

Emílio Santiago e o apresentador Maurício Pacheco batem um papo musicalEsta semana o Segue o Som presta tributo ao cantor Emílio Santiago que faleceu no dia 20 de março de 2013 e reapresenta um programa recente que contou com a participação do músico. A atração investiga o que determina a escolha do repertório pelos intérpretes e convida o público a uma viagem musical da Bahia de Caetano Veloso à Paris de Edith Piaf.

Para falar sobre voz e emoção, o programa recebe no estúdio o cantor Emílio Santiago. O artista, que já foi considerado o "Nat King Cole brasileiro" por um respeitado jornal americano, relembra o início da carreira, parcerias significativas, e comenta o mais recente trabalho, Só Danço Samba. Emílio, que começou a vida artística como crooner, tem opinião formada quando o assunto é a escolha da obra a ser interpretada. "Não escolhemos a música, é ela que escolhe o cantor", filosofa.

Wanderléa, a musa da Jovem Guarda, abre o primeiro bloco desta edição. A cantora, que deu seus primeiros passos no mundo da música ainda menina, já acumula quase cinco décadas de carreira, boa parte trilhada ao lado dos parceiros Roberto e Erasmo. Wanderléa ficou conhecida por interpretar clássicos do movimento como Pare o Casamento e Ternura. Nessa edição ela solta a voz em Prova de Fogo. A interpretação de "ternurinha", apelido que sobreviveu à segunda metade dos anos 1960, faz parte do longa Juventude e Ternura, com direção de Aurélio Teixeira.

O lendário Nat King Cole é também homenageado no Segue o Som. O músico, que começou a carreira como pianista, foi ao poucos soltando a voz e transformou-se em um dos maiores intérpretes da canção americana no século 20. Mesmo depois da morte do artista em 1965, a força de sua voz continuou a inspirar gerações. Sua filha, Natalie Cole, chegou a gravar um disco em 1991 só com sucessos do pai. Para celebrar o talento jazzístico e romântico do cantor negro americano, o programa exibe Mona Lisa.

Outra lenda, o rei do pop, Michael Jackson, aparece nesta edição ao lado do irmãos Jackie, Tito, Jermaine e Marlon. Conhecidos pelas performances e pelo estilo musical variado, o quinteto Jackson 5 firmou contrato com a gravadora Motown e lançou alguns sucessos como I Want you Back, escolhido para ser exibido no programa. O grupo ficou na ativa de 1966 até 1990.

Amante da música nacional, o instrumentista de jazz e cantor pop George Benson também ganha destaque. O músico conhecido por sucessos como Give me the Night já cantou e tocou para os brasileiros. Benson esteve no país em 1985 e 1989, no Rock in Rio e no Free Jazz Festival, respectivamente. O cantor só voltou a pisar em território nacional em 2005 e fez turnês em várias cidades do país.

Espaço aberto também para as interpretações de Carmem Miranda e Elizeth Cardoso. A primeira aparece na inesquecível Mamãe eu quero, enquanto "a Divina" é relembrada em Nós, composta por Maysa, especialmente para ela.

O programa se despede ao som de Wilson Simonal cantando seu Tributo a Martin Luther King.




Criado em 07/04/2012 - 05:45 e atualizado em 23/03/2013 - 18:30

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí