Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Leo Russo reverencia o samba-canção | Programa completo

Sambista apresenta clássicos que são referência em sua jornada

Todas as Bossas

No AR em 28/04/2018 - 22:00

Há muito que Leo Russo tem no samba-canção a sua praia. Desde a estreia na cena musical, em 2013, sempre mostrou-se à vontade com o gênero, ao qual reverencia no seu segundo disco, “Canto do Leo”, lançado no fim de 2017. E é nesse cancioneiro que o cantor mergulha ainda mais fundo no show gravado especialmente para o Todas as Bossas. Desse mergulho, o sambista retorna com pérolas de autores que são, para ele, referências.

Confira trecho deste episódio aqui

De Cartola, Leo nos brinda com “O mundo é um moinho”, “As rosas não falam” e “Peito vazio” (esta com Elton Medeiros). De Evaldo Gouveia, compositor muito presente no seu álbum mais recente, o cantor ataca de dois clássicos: “Brigas” e “Somos iguais” (esta em parceria com Jair Amorim). Nelson Gonçalves, um dos cantores favoritos do artista, é lembrado com “Meu vício é você” (Adelino Moreira) e com o medley de “A volta do boêmio” (outra de Adelino) e “Naquela mesa” (esta com Sérgio Bittencourt). Do repertório de Roberto Ribeiro, outro cantor saudoso por quem Leo tem grande admiração, ele nos brinda com “Razão e emoção” (Vadinho/Renato Barros). E da sua própria lavra, a bela “Olhos teus”, tema de forte influência buarqueana.

A apresentação conta com duas participações de peso: o maestro Rildo Hora, produtor do primeiro álbum de Leo, e a cantora Nina Wirtti. Rildo, sem dúvida o maior gaitista do país, brilha em dois temas: “Sampa”, de Caetano Veloso, e “No rancho fundo”, de Lamartine Babo e Ary Barroso. O artista ainda acompanha Leo em mais uma obra-prima de Cartola: “Acontece”. Já Nina faz um dueto com Leo em “Mãe solteira”, de Wilson Batista, e solta a voz sozinha no samba “Notícia de jornal”, de Luís Reis e Haroldo Barbosa.

Do disco de estreia, Leo revisita a clássica “Só pra chatear”, de Príncipe Pretinho, “Mutirão de amor”, de Zeca Pagodinho, Jorge Aragão e Sombrinha, e a autoral e bem-humorada “Meu defeito”.  

Leo Russo apresenta repertório autoral e clássicos do samba-canção
Leo Russo apresenta repertório autoral e clássicos do samba-canção - Divulgação/TV Brasil

Ficha Técnica
Apresentação: Karina Cardoso
Direção: Waldecir de Oliveira
Produção: Bia Aparecida, Socorro Cardoso e Vicente figueira  
Pós-produção: Leonardo Dias e Poliana Guimarães 

Tags:  leo russo

Ultimas

O que vem por aí