Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Dicas de leitura para 2018

Confira todas as sugestões de livros veiculadas no Trilha de Letras

O início de um novo ano é inspirador para se traçar metas e planejamentos. E se sua rotina de leitura não foi das melhores no ano passado, que tal incluir esse item em suas "resoluções para 2018"? Tornar a leitura um hábito ou dedicar mais tempo a ela é uma ótima estratégia para o desenvolvimento pessoal. 

Para ajudar nessa prazerosa missão, reunimos todas as dicas de leitura do Trilha de Letras. São obras inspiradoras, de diferentes temáticas e dos mais variados gêneros, todas sugeridas pela jornalista Katy Navarro no quadro 'Leituras com Katy'.

Confira a lista, compartilhe com seus amigos e boas leituras:  

Heroínas Negras Brasileiras Em 15 Cordéis (Jarid Arraes)
A escritora usa a linguagem poética da literatura de cordel para contar a vida das mulheres negras que fizeram a História do Brasil.

A livraria mágica de Paris (Nina George)
Uma história emocionante sobre amor, perda e o poder dos livros. O livreiro parisiense Jean Perdu sabe exatamente que livro cada cliente deve ler para amenizar os sofrimentos da alma.

Sejamos Todos Feministas (Chimamanda Ngozi Adichi)
O livro é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston, que conta com mais de 1,5 milhão de visualizações na internet e foi musicado por Beyoncé.

O inventário das coisas ausentes (Carola Saavedra)
A obra narra uma história de amor e abandono e levanta uma série de questões. Como começa o amor? À primeira vista, num encontro casual, depois de anos de convivência? Qual é a distância entre dizer "eu te amo" e amar alguém?

Uma História Do Samba, As Origens (Lira Neto)
Do século 19 a 1930, o premiado escritor, a partir de uma ampla pesquisa, mostra o surgimento do samba urbano nos morros do Rio de Janeiro. É um retrato da nossa história a partir de um gênero musical que ultrapassa gerações.

O Que É Virtual? (Pierre Lévy)
O filósofo francês discute a crescente virtualização do corpo e suas relações. Ele nos convida a raciocinar sobre o que temos hoje e a parar de demonizar o mundo virtual como se fosse o contrário do real.

Machado De Assis Lido E Relido (Org. João Cezar De Castro Rocha)
Originalmente publicado em inglês, a obra reúne 41 ensaios sobre um dos maiores nomes da literatura brasileira.

Toda Poesia (Paulo Leminski)
Entre haikais e canções, poemas concretos e líricos, a obra percorre toda a trajetória poética do autor curitibano e revela por que Leminski é um dos poetas brasileiros mais lidos das últimas décadas.

18 Crônicas E Mais Algumas (Maria Rita Kehl)
A psicanalista e escritora traz, nesta obra, uma coletânea de dezoito artigos publicados no jornal O Estado de S. Paulo e outros 26 em diversos veículos de comunicação.

Escrever Ficção Não É Bicho Papão (Cícero Belmar, Cleyton Cabral, Gerusa Leal, Lucia Moura, Raimundo De Moraes)
Um grupo de autores do Recife se reuniu numa oficina literária e produziu textos para ajudar aqueles que também querem ser escritores.

Nova York, A Vida Na Grande Cidade (Will Eisner)
Obra-prima dos quadrinhos, o livro faz um registro impressionante não só da sensibilidade do autor mas da vida que se esconde por trás de grandes metrópolis.

Recordações do escrivão Isaías Caminha (Lima Barreto)
A história se passa no Rio de Janeiro do começo do século 20 e tem momentos duros em que o protagonista, um jovem negro e bem formado, sente a força do preconceito.

Humilhado: Como A Era Da Internet Mudou O Julgamento Público (Jon Ronson)
Este best-seller de 2015 do escritor inglês Jon Ronson Aqui traz depoimentos de três anos de pesquisas com pessoas que foram condenadas por frases, fotos ou vídeos publicados na internet. O autor discute como as mídias sociais facilitam o julgamento do outro.

A Cruz de Zeta (Fátima Venceslau)
Em seu primeiro romance fantástico, a escritora gaúcha narra uma guerra que pode começar a qualquer momento pela sobrevivência de duas espécies alienígenas: os nórdicos e os reptilianos.

Família De Todo Jeito (Ana Claudia Bastos)
O que define uma família? Nesta obra leve e sem preconceitos para crianças, a autora aborda as mais diversas configurações do universo familiar do século 21.

Memória Do Fogo – Trilogia – Volume 1 - Nascimentos (Eduardo Galeano)
Neste primeiro volume da trilogia, o saudoso escritor traça um painel vivo e emocionante da história latino-americana.

Pornopopéia (Reinaldo Moraes)
Conta a história de um ex-cineasta marginal que ganha a vida fazendo comerciais de marcas obscuras. Quando assume o compromisso de filmar um anúncio para uma fábrica de embutidos, é sugado por uma espiral de sexo e drogas.

Calibre 22 (Rubem Fonseca)
O escritor mineiro traz de volta um personagem marcante de sua trajetória literária, o detetive Mandrake. Na obra, ele é contratado para desvendar quem está por trás de uma série de assassinatos envolvendo o editor de uma famosa revista feminina.

O Olho Da Rua – Uma Repórter Em Busca Da Literatura Da Vida Real (Eliane Brum)
A jornalista reúne dez grandes reportagens e conta seus bastidores – dilemas, medos e até mesmo os seus erros, vividos no processo do fazer jornalístico.

Ceiuci, A Velha Gulosa (Maria Inez Do Espírito Santo)
A escritora resgata uma lenda indígena que traz uma lição sobre a importância tanto de enfrentar nossos medos e dificuldades quanto de valorizar o lar, o amor e os amigos verdadeiros.

O amor é uma canoa; um livro sobre livros, escritores e os seus atormentados editores (Ben Schrank)
Uma ambiciosa editora tem uma missão quase impossível: colocar um livro nas listas de best-sellers mais concorridas dos Estados Unidos. Porém não se trata de um livro qualquer e sim de um manual de autoajuda.

Modernidade Líquida (Zygmunt Bauman)
O sociólogo polonês discorre sobre a transição da modernidade, de uma configuração "sólida" para uma "leve", "líquida" e "fluida", nos auxiliando a repensar os conceitos e esquemas cognitivos usados para descrever a experiência individual humana e sua história conjunta. 

Meu quintal é maior do que o mundo (Manoel de Barros)
A obra reúne poemas publicados ao longo de mais de 70 anos por um dos poetas mais originais de nosso tempo.

Se um viajante numa noite de inverno (Italo Calvino)
Nesta obra-prima de humor e inteligência, o inquieto e renomado escritor italiano une as preocupações complexas da vanguarda literária com a fluência narrativa de um bom romance tradicional.

A civilização do espetáculo: uma radiografia do nosso tempo e da nossa cultura (Mario Vargas Llosa)
A obra é uma dura radiografia da contemporaneidade pelo olhar inconformista de Mario Vargas Llosa. O escritor discorre como a cultura atua como mero mecanismo de distração e entretenimento.

Rio antes do Rio (Rafael Freitas da Silva)
Descreve em detalhes e numa pesquisa minuciosa como eram as terras cariocas habitadas pelos índios Tupinambás e suas aldeias ancestrais, a história do primeiro carioca, das batalhas, da guerra contra os nativos e de um tempo onde a bela natureza imperava em todos os pontos da cidade.

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.

Criado em 13/01/2018 - 10:35 Por Davi de Castro/TV Brasil

Ultimas

O que vem por aí