Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Cientista explica como rastreou origem de óleo que contamina praias

Simulação não permite afirmar se vazamento cessou ou não

Um olhar sobre o Mundo

No AR em 30/10/2019 - 00:00

Como se fosse um desafio para seus alunos, o professor da USP Ilson Silveira perguntou: “E se rastrearmos as manchas de óleo para descobrirmos de onde estão vindo?". Foi assim, por meio de uma simulação em laboratório, que descobriram as origens do óleo vazado que contamina e mancha as praias do Nordeste desde o final de agosto. 

O petróleo veio, comprovaram, submerso, de uma corrente marinha, de uma distância que pode variar entre 400 a mil quilômetros do litoral brasileiro. A simulação foi comprovada por outras instituições que investigam o derramamento do óleo em mais de 200 praias em 77 municípios do Nordeste desde 30 de agosto. 

Professor de Oceanografia Física do Instituto Oceanográfico da USP, Ilson Silveira, comenta o derramamento de petróleo no Nordeste
Professor de Oceanografia Física do Instituto Oceanográfico da USP, Ilson Silveira, comenta o derramamento de petróleo no Nordeste - Divulgação/TV Brasil

O professor de Oceanografia Física do Instituto Oceanográfico da USP, Ilson Silveira, comenta o derramamento de petróleo na costa e explica a simulação que fez com seus alunos. A Marinha acredita que um navio fantasma, operando fora dos radares, seja responsável pelo desastre.

Ilson Silveira é bacharel em Oceanografia pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), mestre em Oceanografia pela USP, Phd em Ciências da Terra pela Universidade de New Hampshire e pós-doutorado pela Universidade de Rhode Island, ambas nos Estados Unidos. 
 

Moisés Rabinovici conversa com oceanógrafo Ilson Silveira sobre derrame de óleo na costa brasileira
Moisés Rabinovici conversa com oceanógrafo Ilson Silveira sobre derrame de óleo na costa brasileira - Divulgação/TV Brasil

Criado em 28/10/2019 - 13:55

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí