Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Para Alexandre Pavan, programas de formato estrangeiro tolhem a diversidade

Na opinião do jornalista musical, os musicais de hoje em dia se submetem demais à área comercial das emissoras

O jornalista e roteirista de programas musicais Alexandre Pavan critica a falta de diversidade musical nos programas televisivos, sobretudo nos reality shows musicais.

Ele lembra que a música sempre esteve próxima das mídias. Cita como exemplo da importância da rádio para veiculação de grandes nomes da música como Pixinguinha e Dorival Caymmi nos anos 1930. 

Para ele, os grandes festivais de TVs como Record e Excelsior na década de 1960 foram momentos importantes da produção musical brasileira. Segundo Pavan, os eventos levaram nomes como Caetano Veloso, Chico Buarque, Edu Lobo e Milton Nascimento ao grande público.

Na opinião do jornalista, hoje o conteúdo precisa responder a uma forte demanda comercial e isso prejudicaria a diversidade da programação televisiva. Ele cita os casos das versões brasileiras de reality shows como The Voice e X Factor: “Ao invés de diversificar audiência, as emissoras investem no que dá dinheiro e chama publicidade. O que tem muito são programas de formato estrangeiro de calouros que valorizam um único modelo de interpretar as músicas. No final todo mundo canta meio igual”.

Não perca, O Ver TV vai ar no domingo (16/10), às 23h00, com reprises nas madrugadas de quarta (19/10) para quinta, 02h30.




Criado em 14/10/2016 - 16:08 e atualizado em 14/10/2016 - 16:08

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí