Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Solano Ribeiro: “Os programas musicais surgiram como uma alternativa às novelas”

O idealizador e realizador dos festivais da música popular brasileira dos anos 1960 e 1970 analisa como a TV impulsionou a música nos anos 1960

Criador do primeiro festival na TV Excelsior em 1965 e, posteriormente, do Festival da Record, Solano Ribeiro avalia que o sucesso desses programas deu origem a uma série de shows musicais na TV.

Estes programas eram segmentados e traziam Jovem Guarda (com apresentação de Wanderléa, Roberto e Erasmo Carlos), MPB (estrelado por Elis Regina e Jair Rodrigues), Velha Guarda (com Ciro Monteiro e Elizeth Cardoso) e muito mais.

Os anos 1960 para ele foram um momento propício para o crescimento do público musical: “As músicas com uma mensagem política tinham uma receptividade muito grande. Isso transformou a música popular daquele momento numa válvula de escape para a repressão que acontecia na política, acho que isso deu muita força para o impacto dos festivais”, afirma.

Na opinião de Solano Ribeiro, a TV ignora a nova geração de músicos e não trabalha os talentos de maneira mais sistemática, “o que existem são programas de calouros e um ou outro programa esporádico”, afirma. 

Ele critica os reality shows musicais: “São programas que têm de obedecer formatos que vêm de fora e não têm capacidade de pensar de uma coisa diferente. São programas de calouro que não dão espaço pra nossa música popular.”




Criado em 14/10/2016 - 16:08 e atualizado em 14/10/2016 - 16:08

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí