Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

A encantadora de botos - Dona Onete

Visceral Brasil apresenta a trajetória da compositora e intérprete que

Visceral Brasil - As Veias Abertas da Música

No AR em 09/01/2016 - 02:01

Nascida em Cachoeira do Arari, no Pará, Dona Onete compõe em vários estilos musicais regionais. Ela criou um novo estilo para o Carimbó chamado “Chamegado”, dançado em pares, agarradinho, incorporando o balanço da cumbia.

Onete começou sua carreira no início dos anos 70 e já foi comparada à cabo-verdiana Cesaria Évora. Influenciou artistas como o PIM (o irmão do Pinduca), o Núcleo de Produção de Mídia Audiovisual – Coletivo Rádio Cipó – e o grupo Raiz de Cafezal.

Arretada desde menina, aos nove anos de idade já fazia shows na rua e queria ser cantora, apresentando-se no Bar Suburbana, ao lado do Parque Estrela Dalva, no bairro de Fátima. Nessa época, tocava matutos, pássaros, quadrilhas, boi bumbá e samba. São mais de 50 anos de composições nunca gravadas ou registradas por ela.

 

 




Ultimas

O que vem por aí