Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

“O assum preto do Beberibe” – Arlindo dos Oito Baixos

Completamente autodidata, virtuoso na sanfona dos oito baixos e também

Visceral Brasil - As Veias Abertas da Música

No AR em 16/01/2016 - 01:45

Arlindo com sua sanfona de oito baixos.No final dos anos 80, o povo levantava poeira de tanto dançar no quintal da casa de um sanfoneiro respeitado no Recife: era Arlindo dos Oito Baixos. O arrasta-pé era disputado e avançava as madrugadas de domingo para segunda-feira. Com o passar do tempo, o anfitrião se deu conta de que o espaço estava ficando pequeno demais para o embalo do seu forró e passou a levar sua arte pelos quatro cantos do Brasil. Tudo começou nos anos 60, quando Arlindo decidiu ouvir o conselho de Luiz Gonzaga para lançar mão das sanfonas de 80 e 120 baixos e dedicar-se exclusivamente à de oito baixos – instrumento tocado por uma minoria pelo grau de dificuldade e, por isso, quase em extinção. Durante duas décadas, Luiz Gonzaga afinou as sanfonas de Arlindo,  a quem apelidou de “Mestre de Beberibe.”

Nascido na Mata Sul de Pernambuco, o Mestre de Beberibe faleceu 15 dias após a gravação deste documentário.


 




Ultimas

O que vem por aí