Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Antonio Cicero

Filósofo reflete sobre a poesia na contemporaneidade enquanto o poeta

Arte do Artista

No AR em 17/10/2012 - 02:00

Aderbal Freire-Filho e Antonio Cicero conversam sobre a importância da poesia no mundo atualA palavra de ordem do Arte do Artista desta semana é anunciada no meio da Cinelândia, centro do Rio de Janeiro, por uma faxineira: “ora, direis, ouvir estrelas”. A partir daí, repetindo Rubem Braga, o programa se pergunta: será que a poesia ainda é necessária nos dias de hoje?

Quem responde é o poeta e filósofo Antonio Cicero, que considera a poesia ainda mais desejável “nessa época de aceleração desembestada”. Organizador do ciclo Forma e Sentido Contemporâneo: Poesia, ele, a exemplo do filósofo e linguista búlgaro Tzvetan Todorov, um dos participantes do Ciclo, lê e comenta alguns dos seus poemas prediletos, da lavra de ninguém menos do que Ferreira Gullar e Manuel Bandeira.

Um programa em que a poesia corrói os alicerces do sistema prático-mercantil-utilitarista, com o poeta Eucanaã Ferraz revivendo Vinicius de Moraes, cantando em versos Manuel Bandeira. E Antonio Cicero, empunhando Bandeira, respondendo. E num programa tomado pela poesia, ela é tanta e tão completa que vira música, com Paulo Jobim apresentando o músico Jaques Morelenbaum, no quadro “Arte do Artista...”




Coordenação Web: Daniel Roviriego
Produção e Criação Web: Carolina Spork e Júlia da Matta
 

Criado em 09/10/2012 - 17:02 e atualizado em 28/09/2016 - 19:56

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí