Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Museu de Arqueologia de Xingó

Criado para pesquisar, preservar e expor o patrimônio arqueológico de

Conhecendo Museus

No AR em 31/01/2015 - 17:30

Fachada do Museu de Arqueologia de XingóCriado pesquisar, preservar e expor o patrimônio arqueológico de Xingó, o Museu de Arqueologia de Xingó (MAX), gerido pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), está localizado no município de Canindé de São Francisco (SE) e oferece um rico acervo de peças arqueológicas.

Com o início dos trabalhos de construção da Usina Hidrelétrica de Xingó, em 1998, a UFS desenvolveu projeto de salvamento arqueológico na área que seria inundada pelo reservatório da nova usina, o que permitiu identificar a existência de uma cultura xingoana na região, há pelo menos nove mil anos atrás.

Reprodução de índios da pré-hitória......e cachimbos tubulares com cerca de 4.790 anos integram o acervoO acervo é riquíssimo e possui mais de 50.000 peças e vestígios. Está apresentado em uma exposição onde são destacadas todas as etapas de elaboração dos artefatos pré-históricos, compreendendo práticas humanas e procedimentos técnicos que o homem fez uso para se estabelecer na região.

O MAX conta com dois grandes edifícios situados em Xingó: a unidade museológica, ou setor de exposições, com cerca de 800 m2, e um laboratório de pesquisas arqueológicas, ao qual se agregam as antigas instalações laboratoriais, totalizando, aproximadamente, 1.600 m2. Possui salas para pesquisadores, laboratórios para análise de materiais, desenho, topografia, além de grandes espaços para reserva técnica.

O público visitante tem à sua disposição um programa de ação educativa que visa a discutir o caráter formativo dos conteúdos da Pré-História, socializar o conhecimento resultante das pesquisas arqueológicas e formar uma consciência crítica a respeito da preservação e valorização do patrimônio cultural.

Referência nacional na pesquisa arqueológica, o museu conta ainda com um programa editorial, destacando-se a revista científica Canindé. O MAX tem se firmado como nova realidade museal em Sergipe e no Nordeste, atraindo um considerável número de visitantes, realizando numerosas exposições itinerantes e de curta duração, dando continuidade à pesquisa arqueológica e promovendo ações educativas em escolas da rede estadual de ensino.

Conheça o passado preservado no presente no Museu de Arqueologia de Xingó.




Criado em 19/01/2015 - 14:21 e atualizado em 19/01/2015 - 14:26

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí