Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Maria do Carmo Silveira, secretária-executiva da CPLP

Em pauta, os desafios da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Conversa com Roseann Kennedy

No AR em 02/04/2018 - 21:15

A economista Maria do Carmo Silveira é reconhecida como defensora dos direitos das mulheres e das crianças em seu país de origem, São Tomé e Príncipe. Há 14 anos é presidente do Fórum Mulher São-Tomense, uma federação de organizações que atua em prol da igualdade de gênero. Desde que assumiu a secretaria-executiva da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), no ano passado, tem defendido que os integrantes da organização adotem medidas para promover o empoderamento feminino.

"Situação da mulher é problema transversal a todos os países de Língua Portuguesa", afirma secretária-executiva da CPLP
"Situação da mulher é problema transversal a todos os países de Língua Portuguesa", afirma secretária-executiva da CPLP - Divulgação

Segundo a secretária, embora os nove países tenham realidades muito diferentes em relação ao desenvolvimento econômico e social, a situação de vulnerabilidade das mulheres é um problema transversal a todos eles. Apesar de as leis terem avançado, “a diferença salarial é enorme e o acesso aos postos de decisão continua a ser vedado pelo preconceito que ainda existe em nossa sociedade”, afirma. Maria do Carmo menciona ainda casamentos precoces e mutilação genital persistentes em alguns locais. Um grupo formado por ministras ou secretárias responsáveis pelas políticas de gênero nos países organiza um dossiê e um plano de ações, que inclui o incentivo à educação das meninas e jovens. 

Maria do Carmo foi primeira-ministra e chefe do Governo em São Tomé e Príncipe. Também esteve à frente do ministério do Planejamento e Finanças e do Banco Central de seu país em dois períodos. Nesta Conversa com Roseann Kennedy, ela fala com tranquilidade sobre as críticas de que a CPLP recebe na imprensa de alguns países de que seria pouco efetiva por conta da hegemonia de Portugal e do Brasil.  A secretária rebate a acusação e afirma que as decisões na Comunidade são tomadas de forma democrática porque são consensuais. “Basta um país ser contra para que uma medida não seja aprovada”, explica. O que falta, na visão dela, é envolver os cidadãos, já que a maioria desconhece o trabalho e a importância da CPLP. Um desafio, na visão de Maria do Carmo, é aprovar o livre acesso entre os países. Se parece uma medida complexa e distante de ser implementada, ela vê avanços em alguns setores, como o intercâmbio de estudantes. Defende também que se avance na facilitação de vistos para empresários e agentes culturais dos países.  

Maria do Carmo Silveira, secretária-executiva da CPLP, conversa com Roseann Kennedy
Maria do Carmo Silveira, secretária-executiva da CPLP, conversa com Roseann Kennedy - Divulgação

Criada há 22 anos, a CPLP reúne Portugal e oito ex-colônias portuguesas, espalhadas em quatro continentes. Apesar da distância geográfica, os Estados são unidos por laços históricos, culturais e linguísticos. Um dos objetivos da Comunidade é a promoção do idioma. Segundo a secretária, há um interesse crescente pela Língua Portuguesa, que entre 20 e 30 anos deve se tornar a mais falada no hemisfério Sul. 

Clique aqui para saber como sintonizar a programação da TV Brasil.

Criado em 02/04/2018 - 10:50

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí