Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Landim revela que Flamengo não pensa em construir estádio

Objetivo do clube é assumir o Maracanã por 35 anos

No Mundo da Bola

No AR em 09/02/2020 - 21:00

O sonho do torcedor do Flamengo em ter um estádio próprio não está nos planos da atual diretoria do clube. E a informação é do próprio presidente Rodolfo Landim. Em entrevista exclusiva no programa “No Mundo da Bola”, da TV Brasil, o dirigente foi bem enfático ao dizer que o projeto da atual administração é conseguir a concessão do estádio para os próximos 35 anos. “Desde o momento em que me lancei candidato, penso nessa questão. A torcida canta ‘o Maraca é nosso’, então temos de atendê-la. Além disso, o Maracanã está muito bem localizado, com transportes públicos bem acessíveis, tradição esportiva, história”, diz Landim. “Além disso, há a questão do custo. Um estádio simples vai custar R$ 12,5 mil por assento, e se projetarmos 60 mil lugares isso nos custaria cerca de R$ 800 milhões, que somados ao custo do terreno iria a R$ 1 bilhão”, completa. Segundo Rodolfo Landim, o valor iria impactar as finanças do Flamengo, que teria de assumir um “endividamento gigantesco”, que obrigaria o clube a consumir cerca de R$ 120 milhões/ano para amortizar a dívida e pagar os juros. “E isso tudo para termos um estádio menor, numa localização pior. Não está nos nossos planos”, garante. 

Da entrevista participaram os jornalistas Sergio du Bocage, Silvio Barsetti e Marcio Guedes

 

cenario 3
Sergio du Bocage, Silvio Barsetti, Rodolfo Landim e Marcio Guedes

Criado em 10/02/2020 - 18:25 Por Sergio du Bocage

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí