Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Desigualdade entre homens e mulheres impede melhora do IDH no Brasil

O índice mede o progresso do país com base na renda, saúde e educação

Repórter Brasil

No AR em 20/09/2018 - 09:30

Um estudo divulgado pelas Nações Unidas mostra que o Brasil apresentou melhora no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), em relação a 2016, e se manteve na posição 79, entre os 189 países. A pesquisa também revelou que a desigualdade entre os gêneros persiste.

Mesmo com mais anos que estudo, as mulheres brasileiras têm IDH inferior ao homens, porque a renda delas é 42,7% menor que a deles. Os homens ganham o equivalente a US$17.566 por ano, enquanto as mulheres recebem US$10.073 anuais.

O estudo mostra ainda que, apesar de 61% das mulheres concluírem o Ensino Fundamental, enquanto esse percentual entre os homens é de 57,7%; eles dominam o mercado de trabalho, onde 74,7% atuam, enquanto apenas 53,2%  das mulheres estão presentes.

No Congresso Nacional, a taxa de participação das mulheres é de apenas 11,3%, a mais baixa da América do Sul. Índice inferior, inclusive, que do Níger (17%), país com menos IDH.

Criado em 20/09/2018 - 09:30

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí