Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Programa Especial aborda os Jogos Paralímpicos Tóquio

 Produção recebe cônsul do Japão no Rio e diretor-técnico do CPB

A edição inédita do Programa Especial deste sábado (11), às 9h30, na TV Brasil, é dedicada aos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020, evento esportivo que foi adiado para 2021 em virtude da pandemia de coronavírus, mas mantém a marca original.

Primeira repórter com Síndrome de Down do país, Fernanda Honorato entrevista Alberto Martins, diretor-técnico do Comitê Paralímpico Brasileiro, sobre o ciclo atual e as expectativas para o evento. No estúdio, a apresentadora Juliana Oliveira, que é cadeirante, conversa com Tetsuya Otsuru, Cônsul-Geral do Japão no Rio de Janeiro. Ele explica os preparativos do país para sediar as competições.

Alberto Martins conta à repórter Fernanda Honorato um pouco sobre os esportes paralímpicos, as diferenças deles para os olímpicos, a importância do Comitê Paralímpico Brasileiro e o que mudou na preparação dos atletas desde a Rio 2016.

O gestor acredita que o Brasil está mais preparado agora. "A grande mudança talvez tenha sido o próprio Centro de Treinamento que ficou pronto pouco antes da Paralimpíada do Rio de Janeiro. Para Tóquio, nós tivemos todo o ciclo", comenta o dirigente sobre a preparação para o evento que foi adiado para 2021.

De acordo com o diretor-técnico, a meta da delegação para os Jogos é permanecer entre os principais países do mundo. A expectativa é a melhor possível "Fazer uma boa participação e continuar figurando entre as dez maiores potências do mundo no esporte paralímpico, servindo de referência para outros países, outras pessoas que possam vir a praticar", destaca Alberto Martins.

Cônsul-Geral do Japão no Rio de Janeiro, Tetsuya Otsuru revela para Juliana Oliveira, apresentadora do Programa Especial, o objetivo maior do evento: a promoção de uma mudança significativa na sociedade japonesa. "Desenvolver a empatia e a capacidade de ampla comunicação. Queremos transformar esses Jogos em uma oportunidade para promover o que chamamos de ‘Corações sem barreiras’", define.

O diplomata também destaca a importância da interação entre as pessoas. "Estamos nos empenhando para desenvolver uma nova consciência na população como intercâmbio direto entre a população e os atletas paralímpicos", afirma o convidado no estúdio da produção.

Respeito às diferenças

Com a proposta de abordar as deficiências com naturalidade e revelar o horizonte de atividades que essas pessoas desempenham em sua rotina, a atração leva ao público informação com entretenimento.

Pioneiro, o Programa Especial demonstra na prática a capacidade das pessoas com deficiência. A proposta é reforçar com elas podem ser atuantes na sociedade. A produção é voltada para todo cidadão que acredita ser possível, e necessário, incentivar esse respeito às diferenças.

Na telinha da emissora pública desde março de 2004, o Programa Especial aborda assuntos como mercado de trabalho, lazer, novos tratamentos, esporte, saúde, entre outros temas que são tratados de forma inclusiva com linguagem descontraída.

A equipe do Programa Especial acredita que a informação é a melhor forma de se combater o preconceito. Toda vez que mostra casos bem-sucedidos da participação de pessoas com deficiência na sociedade, um número maior de espectadores percebe que é plenamente possível vivermos em um mundo inclusivo.

Acessibilidade para todos os públicos

Para ser 100% acessível ao telespectador o Programa Especial conta com recursos como janela de LIBRAS, a Língua Brasileira de Sinais; legenda em português e audiodescrição.

A janela de LIBRAS atende às pessoas com deficiência auditiva que não leem português. Já quem tem deficiência auditiva, mas não falam LIBRAS pode acompanhar pelas legendas em português.

Já na audiodescrição, as imagens que aparecem na telinha da emissora pública são descritas por um locutor para que as pessoas com deficiência visual saibam o que está sendo mostrado.

De acordo com a diretora da atração, Ângela Patricia Reiniger, o Programa Especial tem edições temáticas sendo que a partir de cada assunto a produção busca balancear pautas de serviço, com perfis de personagens e iniciativas inovadoras.

"Acredito que o Programa Especial representa um papel de grande importância na sociedade, ao mostrar que é possível abordar a questão da deficiência de forma natural", avalia.

Para Ângela, é importante buscar contribuir para melhorar a qualidade de vida das pessoas. "Algo que me alegra muito é quando os espectadores nos escrevem dizendo o quanto se sentem representados na telinha e o quanto prezam a abordagem feita".

"No Programa Especial, a questão da deficiência é tratada, mas a pessoa está em primeiro lugar. Não podemos esquecer que ali estão pessoas que têm, entre outras características, uma deficiência", completa a diretora.

No site http://tvbrasil.ebc.com.br/programaespecial o público pode conferir os episódios da temporada anterior. As edições podem ser acompanhadas também por meio do aplicativo EBC Play, disponível nas versões Android e iOS, e através do site http://play.ebc.com.br.

Serviço
Programa Especial – sábado, dia 11/4, às 9h30, na TV Brasil
Programa Especial – aplicativo EBC Play, disponível para Android, iOS e no site http://play.ebc.com.br

Gerência de Comunicação Institucional
Empresa Brasil de Comunicação - EBC
Contato: (21) 2117-6471 / (21) 2117-6239

Criado em 09/04/2020 - 14:45 e atualizado em 09/04/2020 - 14:45

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí