Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Dia da Consciência Negra pauta o Revista do Cinema Brasileiro

Natália Lage entrevista o cineasta, pesquisador e escritor Joel Zito

Revista do Cinema Brasileiro

No AR em 19/11/2015 - 01:29

O Revista do Cinema Brasileiro homenageia o Dia da Consciência Negra nesta semana. No estúdio da atração, a apresentadora Natália Lage recebe o cineasta, pesquisador e escritor Joel Zito Araújo. A obra do autor discute as africanidades no Brasil, contribuindo para o reconhecimento de diversidade étnica e suas manifestações.

A matéria de abertura do programa aborda o filme “Dia de Preto”, uma adaptação moderna da lenda do primeiro escravo alforriado no país. O público vai conferir uma entrevista com os diretores do longa Marcos Felipe, Marcial Renato e Daniel Mattos.

Na sequência, uma reportagem sobre o documentário “Hereros Angola” que registra a vida dos hereros, um dos grupos étnicos mais antigos da história da humanidade. A equipe do Revista conversa com o produtor do filme João Guerra. Ele explica como foi documentar esse povo milenar de cultura ancestral que permanece bem perto da vida moderna das cidades angolanas.

Em seu quadro no programa, o crítico de cinema Marcelo Janot analisa a presença do negro na sétima arte no Brasil. O especialista resgata “Favela dos meus amores” (1935) dirigido pelo cineasta Humberto Mauro, em que os negros se limitavam à figuração. Mesmo assim, o filme chegou a ser censurado. A participação dos negros no cinema nacional foi sempre bem problemática, salvo raras exceções como Grande Otelo, e nunca fez jus à quantidade de talentos nas artes do país.

O documentário “Mestre Borel: a ancestralidade negra em Porto Alegre” também está no programa desta semana. O filme, sobre o mais antigo alabê do Rio Grande do Sul, trata de religião, de espiritualidade e da memória viva dos “bairros negros” da cidade gaúcha.

Em outra matéria, o programa reflete sobre o filme “BH Soul” que relembra uma época de muito swing, cabelo black power e beca engomada. O movimento continua vivo nas ruas de Belo Horizonte e o diretor Tomás Amaral conta na TV Brasil como conheceu pessoas que viveram o auge da música negra na capital mineira.

E como a musicalidade é uma das grandes marcas da cultura africana, o Revista do Cinema Brasileiro abre espaço para outro documentário sobre música. “Jards”, de Eryk Rocha, acompanha a gravação de um álbum do compositor Jards Macalé em 2011.




Direção Geral: Marco Altberg
Direção: Adriana Miranda
Apresentação: Natália Lage
Roteiro: Pedro Salomão
Produção: Andrea Barros

Clique aqui para saber como sintonizar a programação da TV Brasil.

Criado em 16/11/2015 - 10:30 e atualizado em 19/11/2015 - 15:34

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí