Digite sua busca e aperte enter

Compartilhar:

Médico orienta como evitar problemas vasculares na quarentena

Programa também presta homenagem à atriz Daisy Lúcidi

Sem Censura

No AR em 07/05/2020 - 14:00

O Sem Censura Especial Coronavírus está de volta com informações atualizadas sobre a pandemia de Covid-19 no Brasil e no mundo, com orientações de saúde e bem-estar.

Nesta quinta-feira (7), vamos conversar com o angiologista Eduardo Fávero sobre os riscos de trombose nos pacientes infectados com o novo coronavírus e saber como a coreógrafa e bailarina Deborah Colker está nesta quarentena. Ela fala da expectativa de passar o Dia das Mães, no próximo domingo (10), separada do filho, o produtor cultural Miguel Colker.

Deborah Colker comenta sobre o isolamento neste Dia das Mães
Deborah Colker comenta sobre o isolamento neste Dia das Mães - Divulgação/ Arquivo TV Brasil

No momento atual, muitas mães vão passar a data longe de filhas e filhos, o que é uma lição de amor.

Ainda no programa, o médico angiologista Eduardo Fávero alerta para riscos de problemas circulatórios em pessoas que estão muito paradas ou tem pouca mobilidade, como idosos ou quem tem outras doenças. O que fazer para ter melhor vascularização? Ele responde.

E a jornalista Katy Navarro faz uma homenagem à atriz e apresentadora Daisy Lúcidi, que nos deixou nesta madrugada, aos 90 anos. Ela é mais uma vítima da Covid-19. O ator Odilon Wagner também enviou mensagem ressaltando a trajetória da atriz.

Daisy Lúcidi desempenhou uma carreira antológica em emissoras públicas e privadas de rádio, notoriamente na Rádio Nacional do Rio de Janeiro, onde ela começou a trabalhar em 1952. Contudo, diferentemente de Linda Batista, Marlene, Emilinha Borba, e outras que afloravam como cantoras do rádio, ela brilhou como radioatriz, locutora e apresentadora.

No giro pelo mundo vamos ainda à Nova Zelândia. Lá, a designer Maria Julia conta como o país conseguiu controlar a pandemia e deixa o isolamento social.

Daisy vivenciou sua fase de estrela na Rádio Nacional, na qual começou a trabalhar em 1952
Daisy vivenciou sua fase de estrela na Rádio Nacional, na qual começou a trabalhar em 1952 - Divulgação/TV Brasil

 

Criado em 07/05/2020 - 12:45

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique

Últimas

O que vem por aí